nsc
dc

Futebol 

Avaí perde para a Ferroviária e é eliminado na primeira fase da Copa do Brasil 

Equipe azurra tomou dois gols em seis minutos, não conseguiu reagir e saiu de forma precoce da competição nacional 

13/02/2020 - 18h34 - Atualizada em: 13/02/2020 - 19h01

Compartilhe

Jean
Por Jean Laurindo
Equipe paulista eliminou o Avaí na tarde desta quinta-feira
Equipe paulista eliminou o Avaí na tarde desta quinta-feira
(Foto: )

Durou pouco a participação do Avaí na Copa do Brasil 2020. O Leão da Ilha estreou na tarde desta quinta-feira, contra a Ferroviária, em Araraquara (SP). A equipe azurra jogava pelo empate para avançar para a segunda fase, o que garantiria uma importante cota em dinheiro para o clube, mas o time do técnico português Augusto Inácio foi derrotado por 2 a 0 e está eliminado da competição.

No primeiro tempo, o Avaí conseguiu pressionar o adversário. Chegou a acertar o travessão duas vezes — a primeira logo no início com Bruno Souza, a segunda já no fim do jogo, com Alemão.

O volante Bruno Silva ainda teve nova chance na segunda etapa, em chute de dentro da área, mas desta vez parou nas mãos do goleiro Saulo. O atacante Jonathan também teve a chance de abrir o placar em lançamento na segunda etapa.

O goleiro Lucas Frigeri chegou a defender um pênalti da Ferroviária no início da segunda etapa. Mas, sem conseguir aproveitar as ocasiões criadas, o castigo veio.

Com dois gols em seis minutos, a Ferroviária construiu a vitória que era necessária para avançar para a segunda fase e eliminou o Leão da Copa do Brasil. Na próxima fase, a Ferroviária enfrenta o Águia Negra (MS), que eliminou o Sampaio Corrêa.

A eliminação custou ao Avaí uma cota de R$ 650 mil, paga à maior parte dos clubes da Copa do Brasil que avançam para a segunda fase da competição. Somada aos R$ 540 mil pagos pela participação na primeira fase, a premiação poderia chegar a R$ 1,1 milhão, não fosse a eliminação desta quinta-feira.

Fora da competição nacional, o Avaí volta agora as atenções ao Campeonato Catarinense. O time azurra volta a campo neste domingo (16), às 16h, contra o Joinville, em casa, na Ressacada. No Estadual, a equipe é apenas a sexta colocada, com sete pontos.

O jogo

O Avaí começou a partida já assustando os donos da casa e quase abrindo o placar. Logo aos seis minutos, Bruno Silva aproveitou passe da esquerda de Jonathan e acertou um belo chute, mas que parou no travessão do gol da Ferroviária.

A resposta do time de Araraquara, no interior de São Paulo, não demorou a aparecer. Aos 12, em cobrança de escanteio, Hygor cabeceou forte. A bola bateu também no travessão, pingou em cima da linha e não entrou. Na sobra, o goleiro Lucas Frigeri fez a defesa e acalmou os ânimos.

O primeiro tempo seguiu em um ritmo mais lento, mas o Avaí foi melhorando na partida. Na parte final da etapa inicial, conseguiu pressionar os donos da casa. Aos 44, Rildo recebeu cruzamento e cabeceou pela direita do goleiro da Ferroviária, Saulo. Aos 50, Rildo lançou Jonathan na pequena área, mas o centroavante não alcançou a bola, desperdiçando uma chance de abrir o placar.

Pênalti defendido e gols no segundo tempo

Avaí criou chances, mas não converteu, parou duas vezes na trave e terminou a tarde eliminado
Avaí criou chances, mas não converteu, parou duas vezes na trave e terminou a tarde eliminado
(Foto: )

No segundo tempo, parece que o jogo virou. O susto nos primeiros minutos partiu dos donos a casa. Em uma saída de gol, o goleiro Lucas Frigeri derrubou o atacante Henan: pênalti para a Ferroviária. Toni foi para a bola, mas Frigeri conseguiu se redimir com o torcedor avaiano e voou para fazer a defesa.

Recuperado do susto, o Avaí voltou a pressionar o adversário. Aos 7 minutos, uma bela triangulação dentro da área terminou em um toque de Rildo para Bruno Silva. Novamente, o volante encheu o pé, mas desta vez parou nas mãos do goleiro Sailo.

Aos 19, nova chance clara para o Leão da Ilha: Lorenço lança Jonathan, que na velocidade faz o giro, se livra da marcação e bate na saída do goleiro Saulo, mas o arqueiro da Ferroviária consegue fazer a defesa e evitar o gol do Avaí.

Tudo mudou um minuto depois. Sem aproveitar as chances, o Avaí sofreu um contra-ataque da Ferroviária. Claudinho bateu para o gol, o goleiro Frigeri rebateu para a frente e, na sobra, Henan empurrou para a rede.

Se o empate servia para classificar o Avaí, a derrota passou a obrigar o time de Florianópolis a se jogar para o ataque e buscar a igualdade para não ser eliminado da competição. No afã de pressionar, o Avaí novamente foi vítima da velocidade no contra-ataque. Aos 26, O goleiro Saulo lançou para a frente, Hygor recebeu e desceu em velocidade. A zaga parou pedindo impedimento, mas o atacante paulista seguiu no lance e bateu na saída de Lucas Frigeri.

Nos 20 minutos finais, o Avaí se lançou ao ataque na base da vontade, até chegou a acertar novamente o travessão com Alemão, mas não conseguiu sequer diminuir o placar.

— Tivemos a chance de matar o jogo, no primeiro também tivemos. Não tem culpado, todos somos responsáveis pela derrota e desclassificação. É triste, não tem o que fazer. Agora é descansar porque domingo já tem jogo. Sabemos que podemos dar mais, cada um individualmente — afirmou Valdívia na saída do gramado.

O lateral Arnaldo, que saiu lesionado ainda no primeiro tempo, também lamentou a eliminação:

— É difícil falar, é um dia particularmente para eu esquecer, com uma lesão e agora a eliminação. Agora é juntar o que foi de bom e dar sequência ao ano — afirmou.

Segundo gol deu números finais à vitória da Ferroviária
Segundo gol deu números finais à vitória da Ferroviária
(Foto: )

Ficha técnica

Ferroviária

Saulo; Lucas Mendes, Max, Carlão (Elton) e Euller (Patrick); Mazinho, Tony, Claudinho e Felipe Ferreira (Léo Artur); Henan e Hygor

Técnico: Sérgio Soares

Avaí

Lucas Frigeri; Arnaldo (Lourenço), Betão, Airton, Zé Marcos (Vinícius Jaú) e Capa; Bruno Silva, Pedro Castro e Valdívia (Alemão); Rildo e Jonathan.

Técnico: Augusto Inácio

Arbitragem: Eduardo Tomaz de Aquino Valadao, auxiliado por Cristhian Passos Sorence e Tiago Gomes da Silva

Público: 1.398 torcedores

Cartões amarelos: Jonathan (A)

Gols: Henan, aos 20 minutos do segundo tempo, e Hygor, aos 26 do segundo tempo (F)

Local: Estádio Fonte Luminosa, em Araraquara (SP)

Deixe seu comentário:

Últimas notícias

Loading interface... Todas de Esportes

Colunistas