nsc
an

Luto

Bebê de 9 meses que tratava doença rara em Joinville morre de Covid-19

Natural de Itajaí, ele estava internado desde o dia 1º de abril no Hospital Infantil Dr. Jeser Amarante Faria

25/05/2021 - 04h28 - Atualizada em: 25/05/2021 - 06h52

Compartilhe

Patrícia
Por Patrícia Della Justina
Bebê estava internado desde o dia 1º de abril em hospital de Joinville
Bebê estava internado desde o dia 1º de abril em hospital de Joinville
(Foto: )

Um bebê de apenas nove meses morreu de Covid-19 após passar quase dois meses internado para tratamento de doença cardíaca rara em um hospital de Joinville. Natural de Itajaí, ele deu entrada no Hospital Infantil Doutor Jeser Amarante Faria no dia 1º de abril para acompanhamento médico devido a quadro grave de Tetralogia de Fallot, doença rara que reduz a oxigenação do sangue.

> Receba notícias de Joinville e região pelo WhatsApp

No entanto, no dia 20 de maio, a criança apresentou instabilidade no quadro clínico com parada cardiorrespiratória. As equipes aplicaram manobras de reanimação, mas ele não resistiu. 

Segundo o hospital, no início de abril, enquanto aguardava liberação para procedimento cirúrgico cardíaco, o bebê permaneceu em leito de enfermaria. Ele estava acompanhado da mãe em unidade destinada a crianças com patologias cardíacas.

A cirurgia para correção de Tetralogia de Fallot foi realizada no dia 6 de maio e ele foi transferido para Unidade de Terapia Intensiva (UTI), destinada a pacientes cirúrgicos. A suspeita de infecção no pulmão surgiu seis dias após a cirurgia. 

Ele passou pelo teste RT PCR cujo diagnóstico foi positivo para Covid-19. O menino acabou falecendo oito dias depois. Até o momento, a vítima mais jovem da Covid-19 em Joinville foi uma menina de sete meses, que faleceu em março deste ano. 

Em nota, o hospital se solidarizou com a família e pontuou não ser possível identificar a origem da contaminação uma vez que as crianças também têm contato com familiares. 

Confira na íntegra:

"O Hospital Infantil se solidariza com a família nesse momento de dor. E reitera que segue todos os protocolos e recomendações oficiais de prevenção da COVID-19.

Mesmo com todos os cuidados, como as crianças têm contato também com seus familiares que utilizam espaços públicos, torna-se impossível precisar a origem da contaminação.

No período em que o paciente esteve no HJAF nenhum colaborador das alas em que esteve internado foi positivado com a Covid-19. Até a confirmação da COVID-19, o paciente permaneceu em leitos destinados a pacientes sem doenças respiratórias, recebendo toda atenção e atendimento necessário.

Ainda assim, diante dos fatos, o HJAF se coloca à disposição da família para esclarecimentos."

Leia também:

Bebê de sete meses é a mais jovem a morrer por Covid-19 em Joinville

"Se não fosse a Covid-19, ela estaria com a gente agora", diz mãe de bebê que morreu em Joinville

Joinville reabre postos de saúde fechados durante agravamento da pandemia

Matriz muda e ônibus voltam a circular em Joinville com limitação de 50% na lotação

Vacinação de professores em Joinville depende da chegada de mais doses

Colunistas