nsc
    hora_de_sc

    EM ÉPOCA DE NATAL

    Em Tubarão, bebê nasce em posto de combustíveis às margens da BR-101

    Doula foi chamada às pressas para ajudar no trabalho de parto dentro de veículo escoltado pela PRF

    24/12/2020 - 10h25 - Atualizada em: 24/12/2020 - 11h04

    Compartilhe

    Maria Eduarda
    Por Maria Eduarda Dalponte
    Parto aconteceu em carro estacionado em um posto de combustível
    Parto aconteceu em carro estacionado em um posto de combustível
    (Foto: )

    Um bebê nasceu no pátio de um posto de combustíveis no final da tarde desta quarta-feira (23) em Tubarão, no Sul de Santa Catarina. Maria Eduarda Borges Fernandes, a mãe da criança, entrou em trabalho de parto sem sentir dores e, quando percebeu que estava quase ganhando, precisou ser levada às pressas pelo marido Juliard Constantino Mendes para o hospital.

    > “Quando descobrimos, ficamos em choque", conta mãe de trigêmeos idênticos que nasceram em Blumenau

    > Parto raro: bebê nasce dentro da bolsa amniótica em SC

    O casal estava trabalhando normalmente em Balneário Rincão, até que por volta das 13h30min, Duda ligou para o seu marido dizendo que a hora do parto poderia estar próxima. Juliard buscou a mãe de sua filha e seguiu em direção à cidade de Tubarão. No caminho, ligou para a doula Laís Machado, que estava em Criciúma, pedindo para que ela fosse ao encontro deles na estrada. Já na BR-101, o pai do bebê pegou a doula e ligou para a Polícia Rodoviária Federal fazer a escolta do veículo até o hospital.

    Já no hospital, família comemora a chegada de Ísis
    Já no hospital, família comemora a chegada de Ísis
    (Foto: )

    A profissional de parto, percebendo a agilidade com que Ísis poderia nascer, colocou Duda no banco de trás e iniciou os procedimentos. Antes de chegar à unidade de saúde, Juliard precisou parar o carro para que sua filha viesse ao mundo. Às margens da BR-101, ele estacionou o veículo em um posto de combustível e Laís realizou o parto.

    — A doula foi uma anjo em nossa vida, conduziu tudo de maneira bem profissional e fez com que a Ísis viesse ao mundo de forma tranquila. Se todos os pais tivessem condição de ter uma doula, seria ótimo, vale ouro! Foi Deus que colocou ela na nossa vida — contou o casal.

    Ísis nasceu empelicada, ainda envolta na fina membrana que a manteve durante os 9 meses de gestação. Os partos que ocorrem dessa maneira são raros e estima-se que aconteçam 1 vez a cada 80 mil nascimentos. Além disso, o bebê estava com duas circulares do cordão umbilical no pescoço. A doula Laís conseguiu tirá-las sem complicações e realizou os procedimentos iniciais ainda no carro.

    Após o parto, a família, com escolta da PRF, seguiu para o hospital de Tubarão. Lá, uma equipe de enfermeiros estava à espera de Duda e Ísis. Mãe e filha passam bem e receberão alta até esta sexta-feira (25). A família, que está muito feliz após o nervosismo ter passado, terá a oportunidade de compartilhar, pela primeira vez, o Natal com a pequena Ísis.

    *Com supervisão de Luiz Daudt Jr.

    Leia também:

    Briga em festa termina com dois mortos a facadas em São José

    Filha de PM baleado ganhará presente prometido pelo pai

    Fotos: moradores se unem para reconstruir Presidente Getúlio

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Cotidiano

    Colunistas