nsc
    santa

    Evento

    Bem-estar animal em zoológicos ganha discussão em Pomerode

    Cidade recebeu o Congresso da Sociedade de Zoológicos e Aquários do Brasil

    13/03/2017 - 02h11

    Compartilhe

    Por Redação NSC
    (Foto: )

    O Zoológico de Pomerode sediou de quinta-feira até ontem o 41º Congresso da Sociedade de Zoológicos e Aquários do Brasil (SZB). No total, cerca de 400 participantes de mais de 45 instituições do Brasil, Colômbia, Paraguai e Argentina. O encontro teve como tema a discussão do bem-estar animal em zoos.

    O biólogo do Zoo Pomerode e presidente da SZB, Cláudio Hermes Maas, conta que um dos pontos principais do congresso foi o lançamento de uma estratégia mundial de bem-estar animal para zoos e aquários. O documento reúne padrões que devem ser implantadas nas instituições do país associadas à SZB.

    - A estratégia compreende não só a parte de cuidados, mas envolve excelência no trabalho veterinário, manejo, manutenção, excelência da estrutura, nutrição, registros, controle da bioseguridade, programa de medicina preventiva e outros aspectos - pontua.

    Além disso, nos próximos cinco anos todos os zoos da sociedade passarão por uma verificação que poderá resultar em um selo que garanta aos frequentadores que a instituição mantém altos padrões de bem-estar animal.

    Intercâmbio

    de informações

    Entre os 10 palestrantes internacionais que estiveram no Zoo Pomerode estão Angela Miller, do Animal Kingdom, parque da Disney em Orlando, Ron Kagan, CEO do Detroit Zoological Society e Chris Jenkins, da Natural Encounters, todos nos Estados Unidos.

    Para o presidente da SZB, a troca de experiências com instituições internacionais permite ainda mais avanços aos cinco zoos do Estado associados à SZB, que já apresentou muitos resultados. Prova disso, segundo Maas, é ter dois zoos (Pomerode e Beto Carrero) participando do programa de conservação do mico-leão dourado, um dos mais icônicos do mundo e que hoje tem como principais apoiadores os zoos.

    - Cada instituição tem aspectos individuais, mas todos têm o compromisso com o bem-estar animal e estão caminhando para isso. O congresso é uma oportunidade de formação para ampliar esse trabalho. Quando você vai ao zoo a lazer, com a família, você também aprende, mas, acima de tudo, esses recursos gerados ajudam muitos projetos e ações de animais que não estão nos zoos. Hoje os zoológicos e aquários são a terceira maior fonte de recursos para conservação da biodiversidade - defende.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Cotidiano

    Colunistas