nsc
    nsc

    Educação com propósito

    Biomedicina em evolução: conheça os fatores que influenciam nesta transformação

    Profissão vem conquistando espaços essenciais para o futuro da medicina

    22/09/2020 - 17h18

    Compartilhe

    Estúdio
    Por Estúdio NSC
    educação com propósito
    (Foto: )

    A saúde é uma área que está sempre em evolução. A cada momento surgem novas técnicas, novos tratamentos, novas formas de abordagem de um mesmo problema. Neste sentido, a biomedicina tem capacidade de atualização e adequação diárias. Segundo a coordenadora dos cursos de Saúde da UniSociesc, Adrielli Tenfen Voltolini, os profissionais biomédicos estão cada vez mais preparados e capacitados para acompanhar essa evolução.

    - As perspectivas de crescimento de um profissional da área de biomedicina são altas em qualquer momento, principalmente em crises de saúde, como a que estamos vivendo - explica.

    Para o presidente do grupo Catarinense Pharma, Adriano Bornschein Silva, a atuação dos biomédicos está se expandindo.

    - Acreditamos que todas as ciências da saúde deverão ter uma grande aceleração nos próximos anos, visto a necessidade de desenvolvimento de novas soluções terapêuticas para combate ou prevenção de patologias. Neste cenário, a biomedicina pode auxiliar na busca de soluções de tratamento ou diagnóstico, pois os profissionais desta área aprofundam-se no campo de estudo dos serviços complementares de diagnóstico laboratorial e nas pesquisas das doenças humanas e seus fatores ecoepidemiológicos - comenta.

    Além disso, é natural que, durante épocas como de uma pandemia, as pessoas procurem por opções que proporcionem a manutenção de uma boa imunidade. Associado a uma alimentação saudável e à prática de atividades físicas, o uso das medicações à base de produtos naturais, como os fitoterápicos, e dos suplementos está cada vez mais difundido.

    - Cada dia é aberto um campo maior para a biomedicina desenvolver novas formas de tratamento ou de diagnóstico, visando contribuir com o equilíbrio do corpo e da mente, com alternativas de tratamento eficientes e com menor índice de contraindicações ou de efeitos colaterais - destaca Adriano.

    Pandemia acelerou o uso de fitoterápicos

    educação com propósito
    (Foto: )

    Momentos de crise, como uma pandemia, são responsáveis por aumentar o nível de ansiedade e estresse das pessoas. Associando isso aos problemas financeiros que muitos passaram durante o período, o resultado pode ser um prato cheio para o aparecimento de crises de ansiedade e de problemas de sono.

    - Pensando neste cenário, é fundamental a evolução de pesquisas que auxiliem no entendimento dos processos biológicos que são afetados em momentos de alto estresse e ansiedade, para que novas soluções terapêuticas possam ser desenvolvidas. A área da biomedicina é uma das especialidades fundamentais neste processo - ressalta Adriano.

    Segundo ele, alguns fitoterápicos tiveram grande saída durante a pandemia.

    - Segundo dados da consultoria de mercado Close-Up, os produtos feitos à base de Passiflora registraram crescimento significativo, especialmente no primeiro semestre de 2020, superando em 39% o consumo em relação ao mesmo período de 2019 - diz.

    Fitoterápicos e suplementos alimentares são os queridinhos do momento

    Dia a dia crescem os estudos relacionados ao uso de fitoterápicos (medicamentos à base de plantas medicinais), novos tratamentos estéticos, aperfeiçoamento das técnicas de reprodução humana, entre outras áreas abrangidas pela biomedicina.

    - Os fitoterápicos têm eficácia e segurança comprovada em uma série de tratamentos e, por terem a composição à base de plantas, são bem aceitos no mercado. Estamos sempre evoluindo em estudos focados em produtos à base de plantas ou para suplementação e aliando isso ao que o consumidor busca para a sua saúde e qualidade de vida - destaca Adriano.

    Os suplementos alimentares também estão se popularizando cada vez mais. Indivíduos de todas as idades buscam alternativas de complementação da sua dieta, visto que a rotina intensa ou o acesso limitado a determinados grupos de alimentos acaba por gerar um déficit no consumo e armazenamento de diversos nutrientes, tais como as vitaminas e os minerais.

    Por isso, a importância de utilizar os suplementos para complementar a dieta. Inclusive, vem crescendo o número de médicos e profissionais ligados à nutrição que solicitam avaliação de nutrientes em exames e recomendam o uso.

    Acompanhamento médico é fundamental

    Os produtos fitoterápicos ou mesmo os derivados de produtos naturais, como extratos secos, por exemplo, tendem a causar menores efeitos adversos quando comparados a outros produtos. Entretanto, a mestre em química e doutora em ciências farmacêuticas Adrielli Tenfen Voltolini explica que esses medicamentos não devem ser utilizados sem o acompanhamento de um profissional.

    - Vale a pena ressaltar que os produtos derivados de vegetais também podem causar malefícios à saúde quando não utilizados com orientação adequada. Por isso, é sempre importante a consulta com um médico ou farmacêutico - pondera a professora da UniSociesc.

    Ela destaca, também, que a mídia e a divulgação constante dos hábitos saudáveis influenciam no aumento da procura pelos suplementos alimentares.

    - A procura maior por exercícios físicos, cuidados com saúde, estética e prevenção e promoção de saúde leva a população a um consumo maior de alguns suplementos alimentares. Assim como os derivados de produtos naturais, estes suplementos precisam ter a utilização orientada por um profissional competente - orienta.

    ​​Saiba mais sobre o ensino do futuro acompanhando o canal Educação com Propósito, no NSC TOTAL.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Especiais Publicitários

    Colunistas