nsc

publicidade

Encontro Estadual

Blumenau debate mudanças na mobilidade urbana e planeja revitalizar ciclovias

Com investimentos previstos nos bairros Garcia e Itoupava Central, município sediará evento que discute estratégias para aumentar uso de bicicletas e ônibus

11/09/2019 - 18h24

Compartilhe

Gabriel
Por Gabriel Lima
Trânsito Alameda Rio Branco
Alameda Rio Branco tem ciclovia como opção ao congestionamento diário entre os veículos.
(Foto: )

A discussão de como deixar de priorizar o carro para planejar uma cidade com maior uso de bicicletas e transporte público deve predominar durante o primeiro encontro sobre mobilidade urbana sustentável dos municípios catarinenses. O evento é aberto ao público e ocorre na tarde desta quinta-feira em Blumenau, na sede da Associação dos Municípios do Médio Vale do Itajaí (Ammvi).

O secretário de planejamento urbano de Blumenau, Ivo Bachmann, apresentará algumas ações que o município está criando para estimular a mobilidade ativa na cidade, com investimentos em ciclovias e calçadas. Ele afirma que os projetos que favorecem esse modelo estão crescendo em Blumenau, principalmente após a criação da Gerência de Transporte Ativo com a reforma administrativa.

Bachmann destaca que a prefeitura planeja concluir nos próximos meses a revitalização de ciclovias e calçadas nos corredores estruturais de Blumenau. Na região Norte, estão previstas obras nas Ruas Gustavo Zimmermann, Guilherme Scharf e Frederico Jensen. No corredor Sul, o plano é alargar as áreas de passeio das Ruas Amazonas e Hermann Huscher.

A revitalização de ciclovias e calçadas das outras duas outras regiões do município estão incluídas no pacote de obras do BID. Enquanto a região Leste teve obras concluídas na República Argentina e Humberto de Campos, algo que deve incentivar as caminhadas e uso de bicicletas, o corredor Oeste está com os trabalhos em andamento na Rua General Osório.

O secretário também deve apresentar a estratégia adotada pelo município de concentrar mais pessoas nas áreas centrais de Blumenau. Uma dessas ações é a alteração na lei de zoneamento da cidade e dos parâmetros da outorga onerosa, aprovados pela Câmara de Vereadores no mês passado. O objetivo é estimular o crescimento dos bairros Victor Konder, Jardim Blumenau, Velha e Itoupava Seca.

Debate com secretários de Joinville e Florianópolis

Além de Blumenau, os secretários de planejamento e mobilidade de Florianópolis e Joinville também estarão presentes no encontro. O objetivo é que que cada município apresente os projetos planejados para tornar a mobilidade urbana mais sustentável, compartilhando as estratégias com os demais gestores públicos. Também haverá um debate entre os três secretários ao fim do evento.

O professor Christian Krambeck, mestre em arquitetura e urbanismo e um dos organizadores do encontro, destaca que há um plano para tornar o evento anual. Ele afirma que também há uma discussão preliminar que prevê a criação da rede catarinense de mobilidade urbana sustentável, cujo principal objetivo seria a discussão de um novo modelo de transporte com foco em cidades pequenas e médias.

— Um grupo assim é importante, inclusive, para influenciar os políticos que daqui a um ano irão se candidatar ao Executivo e à Câmara de Vereadores. É importante que esse tema esteja na campanha e principalmente nos mandatos, mas de forma efetiva, com metas, indicadores e ousadia. É necessário sair apenas do discurso, porque não adianta eu destinar 99% do dinheiro para os carros e menos de 1% para ciclovias, parques e praças — pondera.

Krambeck considera que Blumenau ainda tem um modelo de mobilidade urbana do século passado, onde o carro é a referência principal para investimentos e projetos da prefeitura. O especialista considera que ainda não há interligação adequada entre as ciclovias do município, assim como falta integrar essas rotas com os corredores de ônibus e espaços públicos, como parques e praças.

Por outro lado, o professor afirma que Blumenau teve diversos avanços nos últimos anos, como a criação de faixas exclusivas para ônibus e a ampliação dos terminais de ônibus. Além disso, ressalta que o município tem um dos melhores planos de mobilidade urbana do país em cidades médias.

— Se a gente pressionar, organizar e implantar o que está previsto no plano de mobilidade urbana, a gente vai ter uma cidade ótima em cinco ou seis anos — destaca.

Serviço

1º Encontro sobre mobilidade urbana sustentável dos municípios catarinenses

Dia: 12/09/2019 (quinta-feira)

Horário: A partir das 14h

Local: Sede da Ammvi - Rua Alberto Stein, 466 - Velha

Entrada: Gratuita, com inscrições em bit.ly/palestra_mobilidade

Deixe seu comentário:

publicidade