nsc

publicidade

Alerta na saúde

Blumenau tem quadro mais preocupante de H1N1 em SC

Até terça-feira foram confirmados oito casos de gripe A na cidade

23/03/2016 - 11h32

Compartilhe

Por Redação NSC

Segundo dados divulgados pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina (Dive-SC), Blumenau apresenta hoje o quadro mais preocupante do Estado. Até terça-feira foram mapeados 47 casos suspeitos e 14 confirmados com o vírus H1N1 em território catarinense. Destes, oito estão no município.

Comum em clima frio e úmido, entre outono e inverno, a rápida proliferação da gripe A é um mistério para a Vigilância Epidemiológica de Blumenau neste ano. Quase todos os casos foram detectados ainda no verão, em fevereiro e março. Ivonete dos Santos, gerente do órgão, sugere que o vírus tenha se tornado mais resistente a diferentes condições climáticas. No ano passado, segundo ela, foram 25 suspeitas e apenas um caso positivo. Já para o infectologista Ricardo Freitas não existe uma explicação exata para a chegada antecipada da gripe A em 2016:

- O vírus atua em tempo integral. Há épocas do ano em que é mais prevalente, até porque no inverno as pessoas ficam mais juntas em ambientes fechados e é mais fácil se contaminar, mas independentemente disso ele circula no verão também. O que eu imagino é que a vacina é durável por poucos meses, mais pra época do inverno. Então o vírus que está circulando está pegando as pessoas porque não é época delas estarem vacinadas. O que indicamos é ir ao médico assim que notar algo diferente, até porque o tratamento é imediato e gratuito tanto nos postos de saúde quanto na emergência dos hospitais - explica o especialista.

::: Histórias de quem sofreu com gripe A alertam para necessidade de prevenção

O infectologista destaca que pessoas com imunidade baixa estão mais vulneráveis à contaminação. Obesos, hipertensos e diabéticos também fazem parte do grupo de risco. Além destes, crianças, idosos, gestantes, mulheres que recém deram à luz, trabalhadores de saúde e indígenas aldeados precisam de cuidados redobrados com a saúde.

Segundo a Vigilância Epidemiológica, os pacientes infectados em Blumenau são cinco mulheres e três homens, com idades entre 40 e 64 anos. Nenhum deles saiu da cidade recentemente - teriam contraído o vírus dentro do município. Eles seguem internados em estado grave na UTI. Outras quatro pessoas continuam internadas e aguardam o resultado dos exames.

O laboratório fabricante das vacinas para o Ministério da Saúde vai adiantar o cronograma de entrega de 50% das doses e a campanha nacional de vacinação será antecipada para 30 de abril. Até 20 de maio, todas as unidades de saúde do município vão atender a população. No primeiro dia, das 8h às 17h, o atendimento - inclusive em ambulatórios que não têm sala de vacina - será gratuito e exclusivamente voltado aos grupos de risco. Nos demais dias, até o final da ação, as pessoas poderão ser imunizadas somente em ambulatórios e unidades de estratégia que tenham sala de vacina.

Casos em SC

Ocorrências confirmadas em 2016 até terça-feira:

- Blumenau: 8

- Florianópolis: 3

- São José: 1

- Guaramirim: 1

- Tubarão: 1

Fonte: Diretoria de Vigilância Epidemiológica

Deixe seu comentário:

publicidade