nsc
    dc

    Pacote

    Bolsonaro promete R$ 85 bilhões para estados e municípios durante crise por coronavírus 

    Presidente também anuncia suspensão do pagamento de dívidas públicas  

    23/03/2020 - 15h41 - Atualizada em: 23/03/2020 - 16h41

    Compartilhe

    Redação
    Por Redação DC
    Bolsonaro anuncia medidas para enfrentar coronavírus no Brasil
    Bolsonaro anuncia medidas para enfrentar coronavírus no Brasil
    (Foto: )

    O presidente Jair Bolsonaro promete pacote de R$ 85,8 bilhões para os estados e municípios para enfrentamento da crise pelo coronavírus. A promessa foi feita por Bolsonaro pelas redes sociais durante reunião com governadores que ocorre nesta segunda-feira (23). Ele também anunciou, entre outras as medidas, que estão suspensas as dívidas dos estados com a União, que custarão R$ 12,6 bilhões.

    ​​> Em site especial, saiba tudo sobre o novo coronavírus

    Estas duas medidas contra crise pelo coronavírus devem constar em medidas provisórias (MP), que ainda não foram publicadas.

    Bolsonaro informou ainda que pretende transferir R$ 8 bilhões para saúde e que o governo deve injetar R$ 16 bilhões para manter em 2020 o mesmo patamar do ano passado de transferências do Fundo de Participação dos Estados (FPE) e do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). Os anúncios foram feitos uma semana após governadores e secretários estaduais fazem pedidos ao ministro da Economia, Paulo Guedes. Então, os estados haviam sinalizado com R$ 15 bilhões mensais para compensar as perdas e financiar emergências na saúde.

    Um dia antes, no domingo (22), o Supremo Tribunal Federal (STF) havia determinado a suspensão da dívida pelo governo de São Paulo. Bolsonaro informou, então, que a equipe econômica analisava adotar este benefício para outros estados.

    — Isso já vinha sendo discutido, está no Pacto Federativo essa proposta. A gente pode [suspender para outros Estados], mas tem que ouvir o Paulo Guedes, ele que vai dizer, na ponta da linha, quanto é que custa, eu não sei quanto é, talvez R$ 18 bilhões, se eu não me engano, custaria essa medida para estender para os demais Estados — declarou Bolsonaro.

    O governo ainda deve ajudar estados e municípios em renegociação com bancos, estimada em R$ 9,6 bilhões.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Saúde

    Colunistas