nsc

publicidade

Crime

Bombeiro de Joinville é morto a facadas em Guaratuba, no Paraná 

Polícia paranaense investiga o caso como latrocínio

15/10/2019 - 10h59 - Atualizada em: 15/10/2019 - 11h05

Compartilhe

Gabriela
Por Gabriela Florêncio
(Foto: )

Um bombeiro de Joinville foi morto a facadas em Guaratuba, no Litoral do Paraná. O crime aconteceu nesta segunda-feira (14), por volta das 5 horas, em uma casa na avenida Guaratuba, no bairro Mirim. Duas mulheres entraram em contato com a polícia informando sobre o assassinato de Clésio Maximiano Torres, 54 anos. O crime é investigado como latrocínio.

De acordo com o delegado Leandro Alberto Albuquerque Stábile, da Delegacia de Polícia de Guaratuba, as duas informaram em depoimento que conheceram a vítima no domingo (13). O trio ficou bebendo e conversando até a madrugada na casa das mulheres. Um adolescente, de 17 anos, que também reside no local, saiu de um dos cômodos e esfaqueou a vítima. As mulheres ainda disseram à polícia que não sabiam a motivação do crime.

Depois do assassinato, o adolescente furtou o carro da vítima, certa quantia em dinheiro e fugiu. Na noite desta segunda, ele foi localizado e apreendido, no bairro Cajuru, em Curitiba, pela Polícia Militar. O jovem estava em um carro com outras quatro pessoas que também foram detidas por suspeita de realizarem arrastões na Capital Paranaense.

O adolescente já foi ouvido pela polícia e deve ser transferido para Guaratuba nas próximas horas. A suspeita é de a vítima tenha sido atingido com aproximadamente 17 facadas. No entanto, somente o laudo pericial vai apontar a causa da morte e a quantidade de ferimentos.

Bombeiro aposentado

Em nota, o Corpo de Bombeiros Voluntários de Joinville lamentou o falecimento do bombeiro. Segundo a corporação, Pira – como era conhecido pelos amigos – estava aposentado e trabalhou durante 32 anos nos bombeiros até se aposentar, em junho de 2017. O comandante Carlos Kelm, dos bombeiros, e demais integrantes do comando e bombeiros prestam condolências aos familiares e amigos.

O velório será realizado na Capela 1 da Funerária São Jorge e o sepultamento no Cemitério Cristo Rei, os horários ainda não foram definidos.

Leia mais notícias sobre Joinville e região no NSC Total

Deixe seu comentário:

publicidade