nsc
santa

Polícia

Briga de casal tem fuga cinematográfica com direito a lancha e buscas de helicóptero em SC

Homem tentou escapar ao ver a Polícia Militar, mas acabou preso em alto mar

02/08/2022 - 14h05 - Atualizada em: 04/08/2022 - 11h30

Compartilhe

Talita
Por Talita Catie
Imagem aérea mostra abordagem da polícia ao homem na lancha
Imagem aérea mostra abordagem da polícia ao homem na lancha
(Foto: )

Uma briga de casal mobilizou a polícia em Porto Belo, na manhã desta terça-feira (2), com uma história digna de roteiro de filme de ação. Para escapar da abordagem, o homem furtou uma lancha e fugiu em alto-mar. Um helicóptero precisou ser usado pelos militares para localizá-lo na água. 

Os agentes utilizaram ainda um bote para chegar até ele e efetuar a prisão.

> Clique aqui e receba notícias de Blumenau e do Vale por WhatsApp

A Polícia Militar recebeu o chamado por volta das 10h. A denúncia indicava que o casal estava em um carro brigando na Rua Manoel Felipe da Silva, bairro Araçá. Quando a guarnição se aproximou, o homem, de 36 anos, teria saído correndo do veículo e deixou cair uma pistola. A arma não tinha registro, segundo a PM. 

Na fuga acabou deixando a mulher, de 22 anos, trancada desacordada no automóvel. A PM precisou quebrar o vidro para conseguir resgatá-la. Ela recuperou a consciência e disse que havia tomado remédios e por isso estava sonolenta. 

Enquanto a polícia prestava socorro, o homem entrou em uma marina, embarcou em uma lancha que estava atracada no local e fugiu em alto-mar. O helicóptero Águia foi acionado e sobrevoou a região, indicando às equipes onde estava o suspeito. Os militares conseguiram um bote para chegar até a lancha e efetuar a prisão.

A polícia informou que o homem aparentava sob efeito de alguma substância psicoativa. Ao serem questionados, ele e a mulher contaram terem brigado por ciúmes. A arma seria dela, que, segundo uma testemunha, teria inclusive corrido atrás do companheiro na rua e dispardo na direção dele antes de a PM ser chamada. 

O caso será encaminhado à Polícia Civil para apuração. A mulher é natural de Joinville e o homem de Curitiba. Eles contaram que namoram há três anos. 

Leia também 

> Caso Luna: laudo cadavérico da menina é "estarrecedor", diz promotor

> Cinzas de cão Shurastey, morto nos Estados Unidos, chegam a Santa Catarina

> Praia de naturismo alvo de proibição em SC é uma das oito oficiais do Brasil

Colunistas