nsc
    santa

    Fim da linha

    Brusque é goleado pelo Ceará e deixa a Copa do Brasil

    Time catarinense sai na frente, mas leva a virada no Castelão

    23/09/2020 - 22h23 - Atualizada em: 23/09/2020 - 22h25

    Compartilhe

    Por Márcio Serafini
    Ceará vence Brusque de virada em Fortaleza
    Ceará vence Brusque de virada em Fortaleza
    (Foto: )

    O Brusque foi longe, mas não conseguiu chegar às oitavas de final da Copa do Brasil. O vice-campeão catarinense voltou a ser derrotado pelo Ceará, desta vez por 5 a 1 , nesta quarta-feira (23), no Estádio Castelão, em Fortaleza, e se despediu da competição nacional.

    Depois de deixar Sport, Remo e Brasil de Pelotas pelo caminho, o Brusque deixa a Copa este ano, mas tem retorno garantido em 2021, graças ao vice-campeonato estadual. Já o Ceará se junta ao rival Fortaleza, já garantido nas oitavas por ter sido campeão do Nordeste no ano passado.

    Em desvantagem pela derrota por 2 a 0 no jogo de ida e desfalcado do camisa 10 Thiago Alagoano (suspenso pelo terceiro cartão amarelo), o Brusque surpreendeu o Ceará no primeiro tempo. Aos 16 minutos, pênalti do goleiro de Fernano Prass em Maurício Garcez. Alex Sandro esperou Prass pular no canto esquerdo e bateu rasteiro no direito: 1 a 0.

    O Ceará teve as principais chances da etapa inicial, mas o Bruque também andou perto do segundo gol, que levaria a definição da vaga nas oitavas para os pênaltis. O sonho catarinense ficou mais distante aos 44 minutos. Vina avançou pela meia direita e lançou Rafael Sóbis. O veterano atacante invadiu a grande área e chutou rasteiro na saída de Zé Carlos para empatar o jogo. 

    Assim, restava ao Brusque, de novo, buscar dois gols na etapa final. E com mais dois desfalques: o zagueiro Éverton Alemão e o atacante Marco Antônio deixaram o campo lesionados antes do intervalo.

    > Árbitro catarinense é afastado de jogo da Libertadores por coronavírus

    O equilíbrio também ficou no intervalo. A etapa final foi um atropelamento do Ceará, que fez mais quatro gols e ainda exigiu muito do goleiro Zé Carlos.

    Aos 18 minutos, nova assistência de Vina, outra conclusão precisa de Sóbis: 2 a 1, 4 a 1 no placar agregado dos dois jogos. O que era difícil se tornava quase impossível.

    Com a vaga nas mãos, o Ceará ampliou a vantagem aos 29, em uma pancada de Bergson.

    Aos 33 minutos, uma infelicidade: em cruzamento de Léo Chú da esquerda, Airton tentou cortar, mas a bola pegou na canela e entrou. Gol contra, 4 a 1. Aliás, as jogadas desses três gols do Ceará na etapa final surgiram pelo lado direito da defesa do Brusque.

    Mas tinha mais. Aos 44, em escanteio da direita, o zagueiro Tiago cabeceou com força e ampliou a goleada. Um resultado duro para o Brusque, mas que o Ceará fez por merecer pelo ótimo segundo tempo. 

    Agora, a luta pelo acesso

    Depois de ser o único catarinense a chegar à quarta fase da Copa do Brasil e vice-campeão estadual, o Brusque agora volta todas as atenções à Série C do Campeonato Brasileiro, em busca de uma das quatro vagas na B de 2021. Líder do Grupo 2, com 15 pontos em seis jogos, o time catarinense enfrenta o Volta Redonda, neste domigo, no Estádio Luso-Brasileiro, no Rio de Janeiro.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Esportes

    Colunistas