nsc
    an

    Desaparecido

    Bombeiros entram no terceiro dia de buscas por adolescente levado pelo mar em Itapoá

    Adolescente de 17 anos estava com a água na altura da coxa quando foi atingido por uma onda

    20/10/2020 - 07h47

    Compartilhe

    Hassan
    Por Hassan Farias
    Bombeiros fazem buscas pelo adolescente na região
    Bombeiros fazem buscas pelo adolescente na região
    (Foto: )

    Um adolescente de 17 anos continua desaparecido após ser levado pelo mar na Boca da Barra, em Itapoá, no Litoral Norte de Santa Catarina. Nesta terça-feira (20), os Bombeiros Militares entraram no terceiro dias de buscas. O desaparecimento aconteceu no início da tarde de domingo (18) na região onde o rio Saí Mirim encontra com o mar.

    > Quer receber notícias de Joinville e Norte de SC por WhatsApp? Clique aqui e entre no grupo do A Notícia

    No domingo, os guarda-vidas realizaram buscas dentro da água e também com o auxílio de moto aquática. O helicóptero Águia da Polícia Militar fez a busca aérea, mas também não conseguiu encontrar o jovem.

    O trabalho foi retomado na manhã de segunda-feira e se estendeu ao longo de todo o dia, até o fim da tarde. As equipes voltaram ao mar nesta terça-feira para dar sequência às buscas e tentar encontrar o adolescente. O nome da vítima não foi divulgado. Ele desapareceu quando vestia apenas uma bermuda preta.

    Segundo familiares, o jovem morador de Curitiba estava pescando e decidiu tomar banho de mar. Ele estava com a água na altura da coxa, quando uma onda o derrubou e o jovem desapareceu. A família correu ao posto de guarda vidas mais próximo para pedir ajuda.

    Cuidados em áreas sem presença de guarda-vidas

    O local onde o desaparecimento aconteceu é isolado e fora da área de cobertura do serviço de guarda-vidas. Eles se deslocaram por cerca de um quilômetro de faixa de areia até chegar ao local.

    O Corpo de Bombeiros Militares de Itapoá reforça a importância das pessoas buscarem locais com presença de guarda-vidas para tomar banho de mar. As diretrizes vigentes da corporação determinam a área de cobertura do posto guarda-vidas de 200 metros para cada lado. Portanto, as pessoas devem buscar se banhar dentro deste perímetro.

    A comunidade pode verificar diariamente quais são os postos de guarda-vidas que estão com os serviços ativados por meio do aplicativo Praia Segura. Também é possível obter informações sobre condição do mar (risco de afogamento), presença de água-vivas e situação da balneabilidade da água (própria ou imprópria para banho).

    Colunistas