nsc
an

História

Câmara dá aval para novo parque na zona Leste de Joinville

Dinheiro está garantindo em recursos federais desde 2017, mas o Legislativo precisava autorizar movimentação no orçamento

12/03/2020 - 11h12 - Atualizada em: 12/03/2020 - 11h24

Compartilhe

Cláudia
Por Cláudia Morriesen
foto mostra o projeto com foco na pista de ciclismo e na área de lazer
Parque foi um pedido da associação de moradores do bairro há mais de dez anos
(Foto: )

A criação de um parque no bairro Aventureiro, na zona Leste de Joinville, ficou mais perto da execução com a aprovação feita nesta quarta-feira (11), no plenário da Câmara de Vereadores. O projeto de Lei 19/2020 autoriza a Prefeitura de Joinville a mover 1,5 milhão no orçamento municipal para que a Secretaria de Cultura e Turismo (Secult) possa pôr em andamento o projeto de execução do parque Sambaqui Guaíra, no bairro Aventureiro.

Este dinheiro é de origem federal, por meio de emenda impositiva parlamentar do Congresso, e parte deles já está disponível desde 2017. O projeto foi desenvolvido em 2009, a partir de uma iniciativa da associações de moradores do bairro. A área fica entre as ruas Alois Findes, Peixes e Claudio Lopes.

O texto que permite a movimentação dos recursos foi aprovado nesta semana nas comissões de Legislação e de Finanças. O relator da proposta em Finanças, o vereador Fábio Dalonso (PSD), pediu a elaboração de um parecer da equipe técnica da Casa para a votação.

O parque deve ocupar uma área de 40 mil m². No meio dele há um sambaqui, que existe há mais de 5 mil anos. O projeto foi elaborado pela Associação dos Municípios do Nordeste de Santa Catarina (Amunesc) e apresentado aos vereadores em agosto de 2018.

Segundo o coordenador da unidade de projetos da Secult, Jean Carlos de Oliveira Tomasi, o parque será construído em duas etapas. A primeira será formada por um parque linear, com pista de corrida e ciclovia. Haverá também uma área multiuso para convivência da comunidade do bairro.

Na segunda etapa, serão construídos no parque um deck de contemplação com finalidade de estudo da história dos povos sambaquianos, e uma quadra esportiva. A previsão do término do projeto, conforme os dados da Plataforma Mais Brasil, é em julho de 2021.

Colunistas