nsc
santa

Greve

Caminhoneiros bloqueiam base de distribuição de combustíveis em Itajaí

Parados diante do local, caminhões não podem deixar o local para abastecer postos da região, que já registram falta de combustíveis

09/09/2021 - 08h23 - Atualizada em: 09/09/2021 - 10h09

Compartilhe

Bianca
Por Bianca Bertoli
Caminhões parados em frente à base de distribuição de combustíveis em Itajaí na manhã desta quinta-feira
Caminhões parados em frente à base de distribuição de combustíveis em Itajaí na manhã desta quinta-feira
(Foto: )

Manifestantes bloquearam no começo da manhã desta quinta-feira (9) a base de distribuição de combustíveis em Itajaí, responsável por abastecer os postos de toda a região. O fechamento atrelado à busca desenfreada por combustíveis resultou no aumento no número de postos que estão sem gasolina no Vale do Itajaí.

> Receba notícias de Blumenau e do Vale pelo WhatsApp

Até a noite desta quarta-feira (8), quatro dos 130 estabelecimentos de Blumenau e região estavam sem combustível. Na manhã desta quinta-feira (9), a quantidade é maior. O presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo de Blumenau (Sinpeb), Júlio César Zimmermann, explica que a entidade está atualizando o número e que a preocupação é pelas próximas horas.

— Se a base continuar fechada e a procura seguir alta, a partir de amanhã o desabastecimento será total — alerta o presidente.

O setor jurídico do sindicato entrou com um pedido de liminar para liberar o bloqueio formado diante da base em Itajaí, no bairro Itaipava, assim que soube da ação, no começo da manhã. Se a Justiça aceitar o pedido, os caminhões devem sair escoltados do local. Nesta manhã, fila de caminhões se formou diante da base. Com faixas contra o Supremo Tribunal Federal (STF), manifestantes bloquearam a passagem dos veículos maiores. 

A manifestação dos caminhoneiros começou na terça-feira (7), com apoio do presidente Jair Bolsonaro. Na pauta, questões antidemocráticas e inconstitucionais, como a destituição de ministros do STF e voto impresso.  

Comitê de crise

Em entrevista à NSC TV no começo desta manhã, o presidente do Sindicato do Comércio de Varejista de Derivados do Petróleo de Santa Catarina, Luiz Amin, disse que as entidades dependem da formação do comitê de crise do governo do Estado para reforçar as negociações com os manifestantes.

Uma reunião de emergência na manhã desta quinta, em Florianópolis, vai discutir as ações do governo por conta da greve dos caminhoneiros.

Leia também

> Bloqueios de caminhoneiros em rodovias tentam gerar caos e clima para golpe

> Entenda por que caminhoneiros bloqueiam rodovias desde 7 de setembro

> Caminhões bloqueiam a Esplanada e pressionam por invasão ao acesso do STF

Colunistas