A Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) lança oficialmente nesta quarta-feira (14), Quarta-Feira de Cinzas, a Campanha da Fraternidade 2024. O tema deste ano é “Fraternidade e Amizade social” e o lema: “Vós sois todos irmãos e irmãs” (Mt 23,8).

Continua depois da publicidade

Siga as notícias do NSC Total pelo Google Notícias

Inspirada na Carta Encíclica Fratelli Tutti, do Papa Francisco, publicada em 2020, a proposta da Campanha é refletir sobre as relações humanas, estimulando ações de companheirismo e de respeito mútuo, e a capacidade de dialogar a partir do exemplo de Jesus Cristo.

Nessa encíclica (Fratelli Tutti= todos irmãos), o Papa lança para a humanidade um sonho: “Entrego esta encíclica social como humilde contribuição para a reflexão, a fim de que, perante as várias formas atuais de eliminar ou ignorar os outros, sejamos capazes de reagir com um novo sonho de fraternidade e amizade social que não se limite a palavras”.

Apesar de convivermos com múltiplas formas de violências, como guerras e intolerâncias, Francisco se mostra esperançoso na possibilidade da amizade e da empatia. Para o Papa, as pessoas poderão fazer renascer o anseio mundial de fraternidade:

— Ninguém pode enfrentar a vida isoladamente; precisamos de uma comunidade que nos apoie e auxilie, dentro da qual nos ajudemos mutuamente a seguir em frente.

Continua depois da publicidade

Com a expressão “Amizade Social”, o Papa Francisco afirma que a amizade social vai além de um sentimento de estima, apresenta-se como uma forma autêntica de construção do tecido social.

Tema foi escolhido dois anos antes

De acordo com o secretário executivo de Campanhas da CNBB nacional, padre Jean Poul Hansen, o tema da campanha deste ano foi escolhido dois anos antes, no começo do ano de 2022.

— Há 60 anos a Campanha da Fraternidade é um projeto nacional de conversão pessoal, comunitária e social que a igreja do Brasil propõe às pessoas de boa vontade no tempo da Quaresma. Aonde nenhum outro projeto da CNBB chega, a Campanha alcança — diz.

A abertura oficial será em Brasília, na sede da CNBB e no Santuário Nacional de Aparecida, em São Paulo, no dia 18 de fevereiro, primeiro domingo da Quaresma, os 40 dias que antecedem a Páscoa.

Continua depois da publicidade

Leia também

A história do filho da servidora que jogava bola em frente ao TJ-SC e virou presidente do tribunal

“A força dele nos contagia sempre”, diz mãe do menino Gui, ativista com epidermólise bolhosa

Catarinense Rogério Sganzerla é referência no cinema nacional mesmo 20 anos após sua morte

Destaques do NSC Total