nsc
    santa

    Novembro Dourado

    Câncer infantil: pais devem ficar atentos aos sinais da doença nos pequenos

    Diagnóstico no tempo certo é fundamental para que o tratamento seja eficaz 

    20/11/2020 - 16h22 - Atualizada em: 23/11/2020 - 20h16

    Compartilhe

    Estúdio
    Por Estúdio NSC
    Câncer infantil! Novembro ficou marcado como mês de luta contra esta doença
    Câncer infantil! Novembro ficou marcado como mês de luta contra esta doença
    (Foto: )

    O assunto é câncer infantil. Novembro ficou marcado como mês de luta contra esta doença e, para marcar esta iniciativa, o período ganhou o dourado como cor.

    O câncer em crianças não é diferente da forma como a doença acomete outras pessoas. E da mesma maneira, a prevenção é o melhor caminho para obte um diagnóstico precoce e um tratamento mais eficaz.

    No casos dos pequenos, porém, é difícil que eles estejam atentos a questões que possam vir a indicar algum sintoma. Por isso, estar sempre atento ao comportamento das crianças é fundamental.

    É por meio de uma observação diária das rotinas deles que se pode identificar sinais físicos e até mesmo psicológicos que indicam possíveis alterações. Em se tratando de crianças, este cuidado vale para tudo, mas em se tratando de câncer, a atenção pode fazer a diferença entre o agravamento da doença e a cura.

    Essa regrinha, que vale para tudo, também é importante, é claro, quando falamos da prevenção e do diagnóstico do câncer infantil, em suas diversas formas.

    Novembro Dourado é marcado pelo combate ao câncer infantil
    Novembro Dourado é marcado pelo combate ao câncer infantil
    (Foto: )

    Informe-se

    Para marcar o Novembro Dourado, recorremos a especialistas para mostrar aos pais a importância da descoberta precoce da doença, permitindo o tratamento em tempo adequado. Agindo desta forma, as chances de cura são bem maiores, bem como a retomada de uma vida normal.

    Atenção aos sintomas

    Febre prolongada de causa não identificada;

    Vômitos frequentes;

    Perda de peso por causa não identificada;

    Problemas de visão;

    Manchas roxas ou pintinhas vermelhas espalhadas pelo corpo;

    Perda de equilíbrio;

    Dores de cabeça;

    Dores nas pernas, especialmente nas juntas;

    Ínguas e gânglios no pescoço, na barriga ou debaixo dos braços.

    Mais do que perceber estes sintomas, é importante ficar atento ao tempo em que eles permanecem na criança. Se as dores de cabeça se tornarem intermitentes, por exemplo, ou se manchas e ínguas insistirem por mais de uma semana, é indispensável buscar ajuda de um médico.

    O pediatra da família certamente vai solicitar exames complementares de imagem e de laboratório, capazes de definir o diagnóstico e, se for necessário, encaminhar para um especialista.

    Com a prevenção, você joga para vencer. Informação e cuidado são a dupla de ouro para virar este jogo.

    Saiba mais sobre a Calesita no site da empresa

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Especiais Publicitários

    Colunistas