nsc
    dc

    Preguicinha

    Carnaval em casa: dez séries curtas para maratonar no feriado

    "Chernobyl", "Fleabag" e "Olhos Que Condenam" estão entre as opções para quem vai passar o Carnaval no sofá

    21/02/2020 - 13h06

    Compartilhe

    Marina
    Por Marina Martini Lopes
    A minissérie "Chernobyl", da HBO, foi um dos grandes destaques de 2019
    A minissérie "Chernobyl", da HBO, foi um dos grandes destaques de 2019
    (Foto: )

    O feriado de Carnaval pode significar muita coisa, dependendo do gosto de cada um: folia, festa, praia, descanso, agito ou... Sofá. Se você faz parte do time que não é muito fã da bagunça e prefere aproveitar para ficar em casa e recarregar as energias, que tal uma maratona de uma série nova? Listamos dez seriados curtinhos que você pode começar e zerar antes da Quarta-feira de Cinzas: alguns deles têm apenas uma temporada por enquanto, outros são minisséries, e alguns são daqueles cujos episódios não passam de vinte e poucos minutos. Confira:

    Good Omens

    O anjo Aziraphale (interpretado por Michael Sheen) e o demônio Crowley (David Tennant) são os protagonistas desta adaptação do livro de mesmo nome escrito por Terry Pratchett e Neil Gaiman (de American Gods, que também virou série de TV, e Sandman, que deve virar em breve): os personagens, que convivem há seis mil anos, se tornaram amigos, apesar de constantemente receberem ordens opostas de seus superiores. Um dia, eles descobrem que o Anticristo está na Terra, e que o Apocalipse está prestes a acontecer - e, secretamente, se unem para tentar impedir a tragédia.

    A série é ousada: a obra de Pratchett e Gaiman foi, por muitos anos, considerada impossível de adaptar; tanto pela estrutura um tanto caótica do texto original, quanto pelo teor provocativo - o próprio Deus não escapa das piadas. "Se você ficar ofendido com os primeiros cinco minutos, saiba que o resto é muito pior", já alertou Gaiman em entrevista. Good Omens tem apenas seis episódios, e está disponível no Amazon Prime Video.

    Years and Years

    Disponível na HBO Go, Years and Years tem como grande destaque do elenco a atriz Emma Thompson, no papel da empresária Viv Rook, que logo se candidata a deputada e forma seu próprio partido político. A trama, ambientada em um futuro próximo - mas um tanto distópico mesmo assim -, trata de assuntos atuais e em debate hoje em dia, como a polarização política, a economia instável e os avanços tecnológicos: quando a história começa, o Reino Unido acabou de sair da União Europeia, Donald Trump foi reeleito para um segundo mandato, e a Rússia invadiu a Ucrânia.

    A cada capítulo, a narrativa avança um ou dois anos, levando o espectador a acompanhar de forma quase acelerada a vida da família Lyons, que vive as consequências de todos os acontecimentos em escala global que se armam ao seu redor. Years and Years tem apenas seis episódios.

    Chernobyl

    Um dos grandes destaques de 2019, a minissérie da HBO - agora disponível no streaming HBO Go - tem cinco episódios de uma hora cada, e narra, como diz o nome, a história do desaste nuclear acontecido em Chernobyl, na Ucrânia, em 1986. O roteiro é bastante focado nos erros cometidos na contenção dos danos e nas mentiras criadas pelo governo soviético para ocultar a tragédia ou minimizar sua repercussão.

    Chernobyl foi indicada a nada menos que 19 troféus na última edição do Emmy, tendo vencido em três categorias. No Globo de Ouro, a produção venceu por Melhor Minissérie ou Filme Para TV, e Stellan Skarsgård foi eleito Melhor Ator Coadjuvante em Série, Minissérie ou Filme Para TV.

    Alias Grace

    Uma pérola escondida no catálogo da Netflix, a minissérie Alias Grace é adaptada do romance histórico de mesmo nome assinado por Margaret Atwood, de The Handmaid's Tale, e conta uma história intrigante: a protagonista é Grace Marks, uma imigrante irlandesa no Canadá que, com apenas 16 anos, em 1843, foi acusada de matar seu patrão e sentenciada à prisão perpétua. Quinze anos depois, um médico a procura para entrevistá-la e tentar provar sua inocência, mas Grace afirma não ter nenhuma lembrança do que realmente aconteceu. Qual será a verdade?

    A atriz Sarah Gadon, em uma atuação elogiada, dá vida à personagem, baseada em uma mulher que realmente existiu. Com cinco episódios, a série provoca uma reflexão inusitada e interessante: como a Grace Marks da vida real parece ter usado a seu favor o sistema patriarcal e machista que imperava na época; e, ironicamente, escapado da forca justamente graças a ele.

    Fleabag

    Fleabag tem duas temporadas, mas, como normalmente acontece em séries de comédia, os episódios são curtinhos: no total, são 12 capítulos de 25 minutos cada. O seriado está disponível na Amazon Prime Video, e acompanha uma protagonista sem nome, batizada simplesmente de "Fleabag" - termo em inglês usado para se referir a uma pessoa especialmente desagradável.

    Quem interpreta a personagem é Phoebe Waller-Bridge, que também é criadora e roteirista da série - ela foi premiada Melhor Atriz em Série de Comédia ou Musical no Globo de Ouro 2020, quando a própria Fleabag também levou o troféu de Melhor Série de Comédia ou Musical. Mesmo com os prêmios, Waller-Bridge diz que não vai fazer uma terceira temporada da série. "Não mudei de ideia", ela disse ao site Deadline, logo após receber os troféus. "Parece cada vez mais ser a decisão certa. Esses prêmios são apenas lindas despedidas."

    Sharp Objects

    Amy Adams interpreta a repórter policial Camille Preaker nesta minissérie tensa e perturbadora da HBO, inspirada no livro homônimo de Gillian Flynn (que escreveu também a obra que deu origem ao filme Garota Exemplar). A protagonista precisa retornar à sua cidade natal para cobrir os assassinatos de duas garotas, e, enquanto investiga, também encara traumas de seu próprio passado.

    Sharp Objects foi indicada a oito categorias no Emmy de 2019; Amy Adams foi nomeada ao Globo de Ouro na categoria Melhor Atriz em Minissérie ou Filme Para TV, e Patricia Clarkson venceu na categoria Melhor Atriz Coadjuvante em Minissérie ou Filme Para TV. O seriado tem apenas uma temporada de oito episódios.

    A Very English Scandal

    A comédia dramática é inspirada em fatos reais e baseada no livro de mesmo nome escrito por John Preston. Os três episódios de uma hora cada contam a história que escandalizou a sociedade inglesa nos anos 1970, quando veio à tona um romance vivido na década anterior pelo líder do agora extinto Partido Liberal inglês, Jeremy Thorpe (interpretado por Hugh Grant) e por Norman Josiffe (Ben Whishaw) - nos anos 1960, a homossexualidade era proibida na Inglaterra.

    A produção da BBC foi bastante elogiada, e está agora disponível no Globoplay. Hugh e Whishaw foram ambos indicados ao Emmy, respectivamente nas categorias Melhor Ator e Melhor Ator Coadjuvante em Série, Minissérie ou Filme Para TV, e Whishaw venceu.

    Olhos Que Condenam

    A minissérie Olhos Que Condenam, com quatro episódios de uma hora cada, foi definida por muita gente como "um soco no estômago" - e é mesmo: a produção, disponível na Netflix, conta a história real de cinco adolescentes, todos negros ou latinos, condenados injustamente pelo estupro de uma jovem na Nova York de 1989. Os adolescentes foram incriminados sem prova material, e sem ser identificados por nenhuma testemunha; e ficaram presos até conseguir provar sua inocência.

    Criada por Ava DuVernay, Olhos Que Condenam foi muito aclamada pela crítica, recebendo onze nomeações na última edição do Emmy - nada menos que oito nomes do elenco foram indicados nas categorias de atuação.

    Godless

    Ray Goode (interpretado por Jack O'Connell), um fora-da-lei, está fugindo de seu antigo patrão, Frank Griffin (Jeff Daniels), quando chega à pequena cidade de La Belle - um lugar onde, depois de um acidente que matou todos os homens, as mulheres se organizaram para manter a comunidade viva. Uma das moradoras, Alice Fletcher (Michelle Dockery), decide ajudar a esconder Goode de Griffin.

    O western chama atenção por destacar as personagens mulheres, algo raro em produções do estilo; e teve sua execução técnica - como a fotografia - bastante elogiada pela crítica. Godless tem sete episódios e está disponível na Netflix.

    Safe

    Disponível na Netflix, a produção britânica tem oito episódios, e por enquanto é oficialmente definida como uma minissérie - houve rumores a respeito de uma segunda temporada, mas nada confirmado até agora.

    Na história, Tom Delaney (interpretado por Michael C. Hall) é um cirurgião pediátrico que cria sozinho suas duas filhas, Jenny e Carrie, depois da morte da esposa. Um dia, voltando de uma festa, uma das meninas desaparece - e Delaney, enquanto investiga para tentar descobrir o que aconteceu com a filha, começa a desvendar vários segredos de pessoas próximas. O thriller tem um ritmo mais lento que o de outros seriados do estilo, mas é instigante e prende quem gosta de tramas investigativas.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Entretenimento

    Colunistas