nsc
an

Reencontro

Casal de Garuva que estava intubado com Covid-19 recebe alta no mesmo dia e reencontra filho de três anos

Marido de Silmara Zocchetto precisou ser internado na UTI enquanto ela estava inconsciente e intubada

29/05/2021 - 07h00 - Atualizada em: 29/05/2021 - 09h06

Compartilhe

Patrícia
Por Patrícia Della Justina
Família comemora alta hospitalar em Garuva
Família de Garuva comemora alta hospitalar
(Foto: )

Depois de quase três semanas de internação e procedimentos invasivos por causa da Covid-19, o casal de moradores de Garuva, Silmara Francieli Zocchetto, 28 anos, e André Jeovane da Silva, 29, pôde reencontrar o filho de três anos de idade. 

> Acesse para receber notícias de Joinville e região pelo WhatsApp

Silmara é professora e conta, ainda com muita dificuldade para falar, que no fim abril começou a ter sintomas do vírus. O marido, que é madeireiro, resolveu ficar em casa para cuidar dela e também manter o isolamento. No dia 5 de maio, no entanto, ela deu entrada no Hospital Bethesda, de Joinville, e foi aí que a situação se agravou. 

- Os médicos dizem que sou um milagre porque meu estado estava sempre grave. Todos os procedimentos que eles tentavam, eu não correspondia - detalha. 

Silmara não se recorda do período entre 6 e 16 de maio, dias em que ficou inconsciente na UTI. Sem saber, neste mesmo período o marido dela também estava intubado. Ele deu entrada no hospital cinco dias depois dela e passou por intubação a partir do dia 13. 

> Joinvilense vence a Covid após 75 dias internada em hospital: "Foi um renascimento"

Quando acordou, a equipe do hospital fornecia doses de carinho e esperança a ela com mensagens diárias de seus familiares, inclusive do pequeno Enzo, filho do casal. Mas ela estranhava não receber notícias do esposo. Quem contou sobre a situação foi a psicóloga que atua na unidade. 

- Quando eu soube, era como se alguém tivesse arrancado um pedaço de mim naquela manhã. Mas procurei ser forte e passar pensamento positivo para ele - relembra. 

Presente de aniversário

André saiu da intubação no dia 21, mesmo data em que a esposa faz aniversário. 

- Foi o melhor presente que eu poderia ter recebido - conta Silmara. 

Três dias depois eles se reencontraram e a emoção fez recordar o início de tudo. 

- Foi como se a gente estivesse se vendo pela primera vez. Aquele brilho no olhar, borboletas no estômago... Ele já entrou no quarto chorando - acrescenta ela. 

O abraço cheio de saudades no Enzo ocorreu no último dia 26 de maio, quarta-feira. A todo o momento, uma das maiores preocupações do casal era com o filho. 

O reencontro dos dois com o filho ocorreu nos corredores do hospital e emocionou os médicos e enfermeiros. A cena foi gravada e compartilhada nas redes sociais.

- Ele (Enzo) perguntava se o bichinho já tinha ido embora, porque era assim que a gente explicava para ele - recorda. 

A família, agora, está mais unida do que nunca. A recuperação de Silmara ainda é lenta porque ela passou por procedimentos mais agressivos do que André. No entanto, o pensamento dos dois agora está concentrado em cuidar ainda mais do filho e fortalecer a fé. 

Colunistas