nsc
dc

Vias federais

Casos de embriaguez ao volante em rodovias de SC crescem quatro vezes no início de 2020

Em um mês e meio, operações da PRF multaram 1,7 mil condutores alcoolizados, contra 444 no mesmo período de 2019 

17/02/2020 - 18h43 - Atualizada em: 18/02/2020 - 13h40

Compartilhe

Jean
Por Jean Laurindo
Fim de semana de pré-Carnaval registrou recorde do ano nas autuações de motoristas alcoolizados
Fim de semana de pré-Carnaval registrou recorde do ano nas autuações de motoristas alcoolizados
(Foto: )

O número de motoristas flagrados embriagados nas rodovias federais de Santa Catarina desde 1º de janeiro deste ano foi quase quatro vezes maior do que o registrado no mesmo período do ano passado.

Entre o início do ano e este domingo, 16 de fevereiro, a PRF registrou 1.711 motoristas dirigindo alcoolizados. Nos mesmos 47 dias de 2019, o número de condutores embriagados autuados pelos policiais rodoviários federais foi de 444.

O número deste ano é quase quatro vezes maior que o do ano passado. Percentualmente, a variação nesse período é de 285%.

Em média, o número equivale ao registro de 36 motoristas bêbados por dia nas rodovias federais de SC em 2020.

O montante deste início de 2020 também supera o registrado nos outros dois anos anteriores. No período de 1º de janeiro a 16 de fevereiro, foram 517 casos de embriaguez ao volante em 2018 e 563 em 2017.

Desde o início deste ano, o recorde de casos em Santa ocorreu no último fim de semana, período de pré-Carnaval. Foram 464 motoristas flagrados sob efeito de álcool entre sexta-feira e domingo.

Somente o número deste fim de semana já equivale ao que foi registrado pela PRF no período de um mês e meio no início de 2019.

Em todo o ano passado, o Estado teve 10,9 mil casos de motoristas flagrados alcoolizados.

Os condutores que foram flagrados sob efeito de álcool na direção de veículos são multados em R$ 2,9 mil e respondem a processo de suspensão da Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Segundo o setor de comunicação da PRF, o aumento de quase quatro vezes se deve basicamente a dois fatores. O primeiro seria a decisão da nova superintendência da corporação de dar prioridade ao combate à embriaguez ao volante.

O segundo motivo do crescimento nas autuações de motoristas dirigindo embriagados em rodovias federais foi o uso do etilômetro passivo. O equipamento sugere motoristas que possam ter feito uso de álcool ao se aproximar do rosto do motorista.

– A ferramenta permite aos policiais abordar um número muito maior de motoristas em um menor espaço de tempo – explica o inspetor da PRF, Adriano Fiamoncini.

Em rodovias estaduais, número cresce 121,5%

A Polícia Militar Rodoviária (PMRv) repassou os dados sobre os casos de embriaguez ao volante nas rodovias estaduais na manhã desta terça-feira. Entre 1º de janeiro e 16 de fevereiro de 2020, foram flagrados 494 motoristas embriagados. O número é 121,5% maior do que o registrado no mesmo período de 2019, quando 223 condutores foram autuados por dirigir sob efeito de álcool.

Nas rodovias estaduais, o número registrado neste início de 2020 também é o mais alto dos últimos cinco anos. O recorde anterior era de 2018, quando 285 motoristas embriagados foram autuados pela PMRv.

Motoristas sob efeito de álcool flagrados pela PRF

De 1º de janeiro a 16 de fevereiro

2017: 563

2018: 517

2019: 444

2020: 1.711

Fonte: Polícia Rodoviária Federal (PRF)

Casos registrados em rodovias estaduais, pela PMRv

2017: 198

2018: 285

2019: 223

2020: 494

Fonte: Polícia Militar Rodoviária (PMRv)

Colunistas