nsc

No Peru

Catarinenses querem ajudar o Brasil a chegar em segundo no Pan de Lima

Além dos 20 atletas nascidos no estado, outros radicados em SC também estão na disputa por medalhas

25/07/2019 - 15h33

Compartilhe

Leandro
Por Leandro Lessa
Darlan Romani é um dos destaques da delegação brasileira no Pan-Americano deste ano
Darlan Romani é um dos destaques da delegação brasileira no Pan-Americano deste ano
(Foto: )

A delegação brasileira que luta por medalhas nos Jogos Pan-Americanos de Lima, no Peru, conta com 486 atletas - 20 deles são nascidos em Santa Catarina. Uma das esperanças de ouro do país é o arremessador de peso Darlan Romani, de 28 anos, de Concórdia. Ele foi quinto lugar nas Olimpíadas do Rio de Janeiro, em 2016, e estabeleceu uma das 10 melhores marcas do mundo na história da modalidade (22,61m), obtida no final do mês passado, nos Estados Unidos.

Outro destaque do atletismo brasileiro é o velocista Rodrigo Nascimento, de 24 anos, natural de Itajaí, que conquistou o título nos 4x100 metros rasos no Mundial de Revezamento, em maio, no Japão.

Apesar da cerimônia de abertura estar marcada apenas para esta sexta-feira (25), algumas modalidades já iniciaram a disputa, como é o caso do handebol feminino. As brasileiras tentam o hexacampeonato pan-americano. Uma das líderes da equipe é a blumenauense Duda Amorim, de 32 anos, campeã mundial em 2013. A estreia foi com vitória sobre Cuba por 29 a 20. O país medalhista de ouro garante vaga nos Jogos Olímpicos de Tóquio, no ano que vem.

Cerimônia de chegada do Time Brasil na Vila Pan-Americana, em Lima
Cerimônia de chegada do Time Brasil na Vila Pan-Americana, em Lima
(Foto: )

Alguns atletas não nasceram em Santa Catarina, mas adotaram o estado como sua casa. Um deles é o velejador da classe Laser, Bruno Fontes, de 39 anos, nascido em Curitiba e radicado em Florianópolis. No karatê, Douglas Brose, de 33, é natural de Cruz Alta (RS), mas mora na capital catarinense desde os seis anos. Ele possui dois ouros em Mundiais e três medalhas em Pans.

O Brasil tenta superar as últimas três participações, quando ficou em terceiro lugar no quadro de medalhas. Apenas em 1963, quando o Pan foi disputado em São Paulo, o país conseguiu ser o segundo melhor no geral. No total, nossos atletas conquistaram 1.206 medalhas, com 329 de ouro, 357 de prata e 520 de bronze.

Os canais Sportv transmitem as competições no Peru, que vão até o dia 11 de agosto.

Confira os atletas nascidos em Santa Catarina no Pan de Lima:

ATLETISMO

- Rodrigo Nascimento (Itajaí)

- Darlan Romani (Concórdia)

- Simone Ponte Ferraz (Ponte Serrada)

- Eliane Martins (Joinville)

- Mariana Grasielly Marcelino (Joinville)

BASQUETE 3 x 3

- Jefferson Froehlich Socas (Joinville)

- William Weihermann (São Bento do Sul)

HANDEBOL

- Rudolph Hackbarth (Blumenau)

- Duda Amorim (Blumenau)

KARATÊ

- Carolaini Zefino (Tubarão)

- Izabel Vieira (Içara)

- Sabrina Zefino (Maracajá)

REMO

- Willian Giaretton (Ponte Serrada)

RUGBY

- Raquel Kochhann (Saudades)

SQUASH

- Pedro Mometto (Joinville)

TIRO ESPORTIVO

- Geovana Meyer (Joinville)

- Roberta Tesch (Taió)

- Rosane Budag (Blumenau)

- Simone Koch (Joinville)

VELA

- Matheus Dellagnelo (Florianópolis)

Deixe seu comentário:

Últimas notícias

Loading interface... Todas de Esportes

Colunistas