nsc

Consumo consciente

Celesc lança campanha pelo uso consciente de energia no inverno

Em 2020, o consumo de energia nas residências aumentou 7,9%, em relação a 2019.

23/06/2021 - 17h00 - Atualizada em: 23/06/2021 - 17h02

Compartilhe

Jean
Por Jean Patrick
conta de luz
Uso demorado de chuveiro elétrico lidera o consumo de energia e pode representar um acréscimo de 25% a 35% no valor total da conta de luz
(Foto: )

A Celesc lançou nesta semana a Campanha “Nesse inverno, não se meta numa fria”. O objetivo é incentivar o uso consciente de energia durante a temporada mais fria do ano.

> Acesse para receber notícias de Joinville e região pelo WhatsApp

A ação apresenta dicas para que a população economize na conta de luz, por meio de mudanças de hábitos diários que impactam no consumo. A iniciativa inclui uma cartilha digital que será veiculada nos canais digitais da Empresa.

Em 2020, o consumo de energia nas residências aumentou 7,9%, em relação a 2019. Além disso, a estiagem, visível nos reservatórios do Sudeste, Sul e Centro-Oeste, reduz a capacidade das hidrelétricas. A saída é usar energia das termelétricas, que é mais cara. Por esse motivo, nossa campanha incentiva o consumo consciente, a fim de evitar o desperdício de energia.

Hábitos como o uso demorado do chuveiro elétrico lidera o consumo de energia na maioria das residências e pode representar um acréscimo de 25% a 35% no valor total da conta de luz, já que nesta época a configuração do aparelho demanda 30% a mais de energia do que na posição verão.

Em entrevista à CBN Joinville nesta quarta-feira (23), o gerente de projetos do Departamento de Eficiência Energética da Celesc, Rodrigo José Hoffmann, disse que, para que não haja aumento excessivo da conta de luz durante os meses mais frios, o banho deve durar no máximo 10 minutos.

- No inverno, uma pessoa que leva em média 30 minutos por dia no banho, ao final de um mês terá consumido 90 kilowatt/hora, equivalente a R$ 45,00 na conta de luz somente do custo do chuveiro ao final do período. Pode parecer pouco, mas se considerarmos que, em média, uma residência tem de três a quatro pessoas, com apenas um banho por dia o gasto se multiplica chegando ao valor de R$ 202,00, aproximadamente. Por isso, é ideal que o tempo do banho seja reduzido nessa época do ano para até 10 minutos – disse.

O frio também contribui para maior frequência de uso da secadora de roupas, torneiras quentes e secador de cabelo. Hoffmann ressalta que, juntos, esses eletrodomésticos podem ser responsáveis por um aumento significativo na conta de luz.

*Com informações de assesssoria

Ouça a entrevista completa:

Colunistas