A próxima sexta-feira, 29 de novembro, será um dia de homenagens em Chapecó. Na data se completarão três anos da tragédia aérea com o voo da Lamia, que caiu próximo a Medellín, na Colômbia. A aeronave levava a delegação da Chapecoense e convidados. No acidente, 71 pessoas morreram e seis sobreviveram.

Continua depois da publicidade

Para marcar a data, familiares das vítimas, Associação Chapecoense de Futebol e prefeitura de Chapecó estão organizando homenagens. O evento começa a partir das 19h no átrio Daví Barella Dávi, espaço entre as alas Norte e Oeste da Arena Condá, que foi idealizado por familiares do homenageado, uma das vítimas do acidente e que era conselheiro do clube.

No local os familiares plantarão lírios da paz, com o nome das vítimas. A planta foi escolhida por transmitir paz e serenidade.

Posteriormente haverá uma caminhada da Arena Condá até a Catedral Santo Antônio, onde será realizado um momento de reflexão nas escadarias, com a presença de líderes religiosos. Nesta caminhada também estarão presentes torcedores, que tradicionalmente percorrem esse trajeto no dia 29 de novembro.

Dahyane Pallaoro, filha do ex-presidente Sandro Pallaoro, disse que esse é um momento de união para lembrar de momentos tristes mas também alegres.

Continua depois da publicidade

— É difícil esse tempo, principalmente para nós, que moramos em Chapecó, o pai faz muita falta na nossa rotina, ele organizava tudo. É um misto de sentimentos. Tristeza mas também muito orgulho pelo que ele construiu. Ele deixou um legado e isso nos conforta — afirmou.

Leia as últimas notícias do NSC Total

Ainda não é assinante? Assine e tenha acesso ilimitado ao NSC Total, leia as edições digitais dos jornais e aproveite os descontos do Clube NSC

Destaques do NSC Total