publicidade

Esportes
Navegue por

Futebol

Chapecoense demite Claudinei Oliveira após derrota em casa 

17/03/2019 - 22h29 - Atualizada em: 17/03/2019 - 22h42

Compartilhe

Redação
Por Redação DC
(Foto: )

A derrota para o Joinville neste domingo (17) custou a Claudinei Oliveira o cargo de treinador da Chapecoense. O jogo terminou 2 a 1 para o Tricolor, com gol no último minuto, e fez a diretoria da equipe do Oeste demitir o técnico após cinco meses de trabalho.

A diretoria da Chape não comunicou quem vai assumir a equipe interinamente ou se um novo técnico será anunciado. O auxiliar técnico Luciano Gusso e o preparador físico Robson Gomes também foram dispensados.

O retrospecto de Claudinei Oliveira, após 26 jogos, foi de 55,13% de aproveitamento: foram 12 vitórias, sete empates e sete derrotas.

Contratado para salvar a equipe do rebaixamento no Brasileirão do ano passado, o treinador cumpriu a meta. Mas neste ano, com a eliminação precoce na Sulamericana e atuações ruins no Estadual, não vinha agradando.

De acordo com o repórter Pedro Rocha, do NSC TV, a decisão foi tomada ainda na Arena Condá, após a derrota para o JEC. O técnico foi informado depois de deixar as dependências do estádio, pelo diretor executivo Newton Drummond, por telefone.

O clube publicou, às 22h05, um comunicado sobre a demissão. Confira a íntegra:

A Associação Chapecoense de Futebol comunica, de forma oficial, a demissão do técnico Claudinei Oliveira, do auxiliar técnico Luciano Gusso e do preparador físico Robson Gomes. Eles faziam parte da comissão técnica que esteve no comando do time da Chapecoense em 26 jogos, somando 12 vitórias, sete empates e sete derrotas.

O clube agradece aos profissionais por toda a dedicação e pelo trabalho desempenhados frente à equipe alviverde e deseja sucesso na sequência das trajetórias.

Deixe seu comentário:

publicidade

Navegue por
© 2018 NSC Comunicação
Navegue por
© 2018 NSC Comunicação