nsc
    dc

    Estadual

    Chapecoense perde para o Brusque na Arena Condá e segue sem vencer no Catarinense 2020

    Em jogo que teve uma expulsão para cada lado, Brusque conseguiu marcar um gol e assegurou a terceira vitória no campeonato 

    02/02/2020 - 19h27 - Atualizada em: 04/02/2020 - 06h52

    Compartilhe

    Luiza
    Por Luiza Morfim
    Partida na Arena Condá foi debaixo de chuva e deu vitória de 1 a 0 para o Brusque
    Partida na Arena Condá foi debaixo de chuva e deu vitória de 1 a 0 para o Brusque
    (Foto: )

    De baixo de chuva e com o gramado molhado, a Chapecoense recebeu o Brusque pressionada e na expectativa de vencer sua primeira partida na competição, mas acabou perdendo por 1 a 0. Já o Brusque chegou embalado após duas vitórias, e na terceira posição da tabela até o início da rodada. O primeiro tempo foi de chances iguais para os dois times, mas com mais entrosamento do Brusque, que abriu o placar e garantiu a vitória. Na segunda etapa a Chapecoense voltou firme em busca de um empate, mas não conseguiu conquistar o ponto dentro de casa.

    A Chape segue sem vencer no estadual e pode terminar a rodada na lanterna, enquanto o Brusque consegue sua terceira vitória em quatro jogos e se firma na parte de cima da tabela.

    O Verdão do Oeste volta a jogar no próximo domingo contra o Marcílio Dias, em Itajaí, às 17h. Já o Brusque recebe o Tubarão no sábado, às 19h.

    O jogo

    O jogo começou equilibrado, com bons lances dos dois lados. A Chape pressionou e apostou na bola aérea, enquanto o Brusque sustentou com toque de bola .

    Aos 15 minutos o time do Brusque teve a primeira boa chance de gol, quando Edu chutou da entrada da área e a bola explodiu no travessão. Minutos depois foi a vez da Chape acertar também a trave em cabeçada de Anselmo Ramon após cobrança de escanteio de Alan Ruschel.

    Aos 30 minutos do primeiro tempo um lance violento terminou com expulsão. Everton Alemão segurou Anselmo Ramon, que tentou se soltar e deixou a mão no rosto do zagueiro. Cartão amarelo para Éverton Alemão e cartão vermelho para Anselmo Ramon.

    Poucos minutos depois, com um jogador a mais, a zaga do Brusque cortou o escanteio cobrado pela Chape e encontrou espaço para o contra-ataque. Thiago Alagoano saiu na velocidade e chutou no canto do goleiro João Ricardo para abrir o placar na Arena Condá. Num geral, o primeiro tempo foi de chances iguais para os dois times, mas com mais entrosamento do Brusque.

    O segundo tempo começou a todo vapor, com a Chape buscando o empate e o Brusque um pouco mais cauteloso, mas insistindo no ataque. Aos 10 minutos Aylon aproveita um contra-ataque da Chape e tenta driblar Everton Alemão, que comete falta, recebe o segundo cartão amarelo na partida e é expulso, jogo segue com dez jogadores para cada lado.

    O restante da partida seguiu com bons lances dos dois times. O Brusque mantendo o resultado e aproveitando o tempo e o espaço. E a Chapecoense que não insistia na marcação da saída de bola e pressionava apenas em algumas ocasiões para tentar empatar, mas sem sucesso.

    Aos 41 minutos do segundo tempo o choque num lance de cabeçada obrigou a substituição do Zé Mateus.

    Chapecoense x Brusque

    CHAPECOENSE

    João Ricardo; Matheus Ribeiro, Joílson, Derlan, Alan Ruschel, Tharlis (Alan Grafite), Yann (Roberto), Vini Locatelli, Ari Moura (Renato), Anselmo Ramon e Aylon. Técnico: Hemerson Maria.

    BRUSQUE

    Zé Carlos, João Carlos (Gustavo Henrique - Cleyton), Everton Alemão, Ianson, Airton, Rodolfo, Ruan, Zé Mateus (Emerson Martins), Thiago Alagoano, Marco Antônio e Edu. Técnico: Jersinho.

    CARTÕES AMARELOS: Everton Alemão (B), Ruan Costa (B), Ianson (B), Gustavo Henrique (B), Marco Antônio (B)

    CARTÃO VERMELHO: Anselmo Ramon ©, Everton Alemão (B)

    ARBITRAGEM: Diego da Costa Cidral, auxiliado por Diogo Berndt e Carlos Alberto do Aragão Júnior.

    BORDERÔ: 2.006 torcedores para renda de pouco mais de R$ 27 mil

    LOCAL: Arena Condá, em Chapecó

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Esportes

    Colunistas