Em vez de mandar uma missão para o Brasil, a China vai utilizar um aplicativo de troca de mensagens para vistoriar frigoríficos de aves e suínos do Brasil. De acordo com a assessoria de imprensa do Ministério da Agricultura, serão vistoriadas quatro unidades a partir das 7h desta sexta-feira (18), uma escolhida pelos chineses e outras três indicadas pelo Ministério, que não divulgou de onde são essas unidades.

Continua depois da publicidade

As imagens serão feitas por auditores fiscais federais agropecuários, com câmeras instaladas nas linhas de inspeção, e enviadas para os chineses via aplicativo.

De acordo com a ministra Teresa Cristina a ação mostra a boa vontade dos chineses em relação ao Brasil. Ela afirmou que o país tem condições de aumentar bastante os embarques de cortes de frango. Mas as vendas de suínos dependem de um excedente de produção, pois a China já vem comprando muito.

No primeiro semestre Santa Catarina exportou 74,3 mil toneladas de carne suína para a China, com receitas de US$ 156 milhões, num incremento de 50% em relação ao mesmo período de 2018. A demanda chinesa aumentou devido a focos de peste suína, que dizimaram parte do plantel do país asiático.

Continua depois da publicidade

Destaques do NSC Total