nsc
dc

publicidade

meio ambiental

Cinco toninhas são encontradas mortas na Praia do Sol em Laguna, Sul de SC

Pesquisadores receberam uma denúncia anônima sobre animais presos em rede de pesca

09/10/2019 - 17h49 - Atualizada em: 10/10/2019 - 14h52

Compartilhe

Por Lariane Cagnini
(Foto: )

Cinco toninhas, pequenos golfinhos que vivem na costa leste da América do Sul, foram encontradas mortas na tarde desta quarta-feira (9) em Laguna, no Sul de Santa Catarina. Os animais estavam na Praia do Sol, parcialmente enterrados, e uma fêmea estava grávida. Pesquisadores e a Polícia Militar Ambiental chegaram até o local por meio de denúncia anônima.

No início da tarde, a equipe do Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS) foi informada sobre cerca de 10 toninhas encontradas em uma rede de cerco para corvina. Segundo o biólogo e professor da Udesc Pedro Volkmer de Castilho, que coordena o PMP, foi preciso vasculhar o local para encontrar os animais.

— No último dia 1º de outubro comemoramos o Dia da Toninha, em função do início do período reprodutivo, e hoje nos deparamos com esse cenário — lamentou o pesquisador.

Um morador avistou os animais sendo retirados da rede, e disse que seriam pelo menos oito, porém, a equipe localizou cinco. Segundo a necropsia, os animais morreram por estresse, asfixia e afogamento, provavelmente em uma rede de pesca de arrasto. As toninhas são mamíferos e têm pulmões e, por isso, precisam buscar oxigênio na superfície periodicamente.

Esse golfinho é a única espécie de pequeno cetáceo ameaçada de desaparecer das águas brasileiras, segundo a Lista Oficial das Espécies da Fauna Brasileira Ameaçadas de Extinção. Nos Estados de São Paulo, Paraná e Santa Catarina, por onde Toninha circula, mais de dois mil animais já foram encontrados mortos desde que o monitoramento iniciou, em 2015. Em Santa Catarina, até 1º de outubro deste ano, foram 889 animais nos últimos anos.

O capitão Fernando Magoga, da Polícia Militar Ambiental da Laguna, informou que a ação será apurada para confirmar o enquadramento como crime de pesca ou como maus tratos contra animais. Ele disse que os policiais já ouviram testemunhas e que têm informações de quem seriam os envolvidos na morte dos animais. Eles serão intimados e ouvidos nos próximos dias.

Além das toninhas, os pesquisadores encontraram outros animais marinhos como raias-violas e tartarugas, todos mortos na faixa de areia. O PMP é desenvolvido para atender uma condicionante do licenciamento ambiental federal das atividades da Petrobras Polo Pré-Sal da Bacia de Santos, conduzido pelo Ibama.

Ainda não é assinante? Assine e tenha acesso ilimitado ao NSC Total, leia as edições digitais dos jornais e aproveite os descontos do Clube NSC.

Deixe seu comentário:

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade