nsc
    santa

    Um alerta para a vida

    Com 32 mortes este ano, vítimas do trânsito em Blumenau são lembradas pela PRF

    Cerimônia em frente ao posto da Polícia Rodoviária Federal de Blumenau na manhã deste domingo foi alusiva ao Dia Mundial em Memória das Vítimas de Trânsito

    18/11/2018 - 14h29 - Atualizada em: 20/11/2018 - 18h16

    Compartilhe

    Redação
    Por Redação Santa
    (Foto: )

    A cada 10 dias, ao menos uma pessoa perdeu a vida nas estradas de Blumenau nesse ano. Ao todo, até este domingo, são 32 vítimas fatais. Para alertar a importância do cuidado quando for pega a estrada, autoridades ligadas ao trânsito fizeram uma cerimônia de homenagem àqueles que partiram.

    A ação é alusiva ao Dia Mundial em Memória das Vítimas de Trânsito, celebrado neste domingo, e quer mostrar o impacto gerado por conduzir um veículo sem os devidos cuidados.

    Das 32 mortes no trânsito de Blumenau, 20 foram em perímetro urbano, onde o limite de velocidade permitido costuma ser mais baixo do que o das rodovias. Na BR-470, por exemplo, o número de óbitos somente de 2018 já chega a 12. Em todo o perímetro que corta o Vale do Itajaí dispara para 86.

    A última morte em Blumenau na rodovia federal foi no dia 12 de setembro. Jean Carlos Ribeiro da Luz, 29 anos, perdeu a vida no hospital, para onde foi levado após bater na lateral de um ônibus. Em perímetro urbano, a última morte é mais recente. No dia 11 deste mês, na Rua Dois de Setembro, no bairro Itoupava Norte, Luciano Hein, 38 anos, bateu em um poste e não resistiu aos ferimentos.

    Leia também

    ::: Número de mortes volta a crescer em rodovias do Vale do Itajaí

    Rever a responsabilidade individual de cada um quando pega um veículo é a peça-chave para reduzir os índices de acidentes graves e com mortes, aponta a psicóloga Catarina de Fatima Gewehr. No ponto de vista dela, o nível de estresse no trânsito é cada vez maior em virtude do crescimento da frota. Atrelado a isso, as condições das vias também interferem, mas a atenção humana é primordial.

    - Ao entrar no automóvel você tem que entender seu nível de responsabilidade social. Se perceber como sendo responsável pela vida dos outros e isso precisa ser aprofundado na legislação, com uma medida punitiva, mas também educativa – defende Catarina.

    Conscientização

    Homenagem às vítimas do trânsito

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Cotidiano

    Colunistas