nsc
santa

Violência 

Com facão, homem ameaça matar a irmã e acaba preso na Velha Central, em Blumenau 

Ele estava visivelmente embriagado, segundo a vítima 

21/04/2020 - 06h49 - Atualizada em: 21/04/2020 - 06h50

Compartilhe

Augusto
Por Augusto Ittner
Imagem ilustrativa.
Imagem ilustrativa.
(Foto: )

Uma mulher de 55 anos chamou a Polícia Militar na noite desta segunda-feira (20) após ser ameaçada de morte pelo irmão. O caso foi registrado por volta das 20h no bairro Velha Central, em Blumenau.

A vítima informou à PM que o agressor chegou em casa embriagado e alterado. Ele a empurrou contra a parede e ameaçou bater na mulher, mas foi impedido por familiares.

Pouco tempo depois, o homem, armado com um facão, passou a ameaçar assassinar a irmã, o que motivou o chamado ao 190. O agressor foi preso e ambos foram encaminhados à delegacia de polícia.

Mulher é presa por agredir o companheiro

No Salto Weissbach, também na noite desta segunda, uma mulher de 42 anos foi detida após agredir o marido. A vítima, um homem de 56 anos, disse que discutiu com a companheira e que ela o atingiu com golpes no rosto e na testa, causando lesões.

Assim como em casos de violência doméstica, o casal foi encaminhado à Central de Polícia para esclarecimentos.

Leia também

Idoso atropela e mata pedestre, deixa local sem prestar socorro e bate contra poste em Ascurra

Confira o que abre e fecha em Blumenau neste feriado de Tiradentes

Números importantes

Polícia Militar

- Telefone 190: quando presenciar ou vivenciar algum episódio de violência contra a mulher.

Rede Catarina

- Telefone 3221-7332 e e-mail 10bpmredecatarina@pm.sc.gov.br: para receber acompanhamento da polícia ou buscar orientação sobre as ferramentas de proteção à mulher.

Central de Atendimento para Mulher em Situação de Violência

- Telefone 180: para buscar orientação sobre direitos e serviços públicos à população feminina, bem como para denúncias ou relatos de violência.

Delegacia de Polícia de Proteção a Mulher, Criança e Adolescente

- Telefone 3329-8829: para registrar ocorrência de violência contra a mulher, bem como requerer medidas protetivas e iniciar processos contra agressores.

Colunistas