A Comissão Especial de Saúde da Câmara de Vereadores de Joinville deu continuidade às visitas às unidades públicas de saúde da cidade, com vistoria na Unidade de Pronto-Atendimento Leste, no bairro Aventureiro, nesta quinta-feira (4).

Continua depois da publicidade

Acesse para receber notícias de Joinville e região pelo WhatsApp

Durante a visita, o grupo de vereadores relatou 101 atendimentos. Nas 24 horas anteriores, 688 pessoas foram atendidas, com um tempo de espera médio de três horas. 

AN 100 anos

A comissão é formada por Claudio Aragão (presidente da Comissão), Brandel Junior (Podemos, secretário), Cassiano Ucker (União Brasil, relator) e Neto Petters (Novo, membro).

Continua depois da publicidade

A primeira ação efetiva dos vereadores ocorreu na segunda-feira (24), quando visitaram a UPA Sul. Na vistoria da tarde desta quinta, os vereadores relataram que a estrutura é melhor preparada do que a do PA Sul.

A visita à unidade Leste

De acordo com a comissão, os diferenciais em relação a outras unidades são o laboratório para exames e análises, e uma televisão na recepção que informa o tempo de espera para atendimento. 

Outro ponto observado pelos vereadores foi a quantidade de atendimentos por dengue, que chegam a 60% do total de pacientes. Em comparação, o PA Sul tem uma porcentagem quatro vezes menor, com 15% dos atendimentos relacionados à dengue.

Ainda, foi constatado que a unidade não realiza atendimentos cirúrgicos, por dificuldade de escala de cirurgiões entre as outras localidades.

Continua depois da publicidade

Segundo os funcionários do PA Leste, na segunda-feira, dia de pico de atendimento, o número de pacientes chega a 1.100. A quantidade suportada é de 500. 

O que faz a comissão

A ideia da Comissão Especial de Saúde de Joinville é fazer idas surpresas em unidades de saúde e ouvir as principais demandas da população. Os parlamentares querem também escolher uma cidade catarinense em que a saúde primária “não está defasada” para adaptar o modelo.

Além disso, querem ouvir o ex-secretário Andrei Kolaceke e outros profissionais que ocupam cargo de chefia na pasta e buscar respostas para a falta de médicos e remédios em postos da cidade. 

*Sob supervisão de Augusto Ittner 

Leia também

Casal suspeito de participar de chacina em Joinville é preso no Oeste de SC

Dia D de vacinação contra a gripe acontece em seis unidades de saúde de Joinville

Estacionamento rotativo de Joinville vai entrar na lista de futuras concessões

Destaques do NSC Total