Lançado em 1999, “Clube da Luta” se tornou um dos filmes mais icônicos da história do cinema contemporâneo, tanto por sua narrativa provocadora quanto por suas performances memoráveis. Baseado no romance de Chuck Palahniuk e dirigido por David Fincher, o filme rapidamente conquistou uma legião de fãs e se estabeleceu como um clássico cult.

Continua depois da publicidade

Siga as notícias do Hora no Google Notícias

Clique e participe do canal do Hora no WhatsApp

Agora, 25 anos depois, vamos descobrir como o elenco principal evoluiu e de que maneira suas carreiras foram impactadas pelo sucesso do filme.

Continua depois da publicidade

A história de Clube da Luta

“Clube da Luta” segue a história de um narrador anônimo que sofre de insônia e leva uma vida monótona e insatisfeita. Em busca de uma solução para seu vazio existencial, ele frequenta grupos de apoio para doentes terminais. Durante uma viagem de negócios, ele conhece Tyler Durden, um vendedor carismático de sabão. Juntos, eles formam um clube de luta secreto onde homens podem extravasar suas frustrações através de combates físicos. À medida que o clube cresce, suas atividades se tornam cada vez mais anárquicas e violentas, culminando em um plano radical de destruição.

Veja como está o elenco de Clube da Luta, 25 anos após a estreia

Brad Pitt (Tyler Durden)

Já uma estrela consolidada quando assumiu o papel de Tyler Durden, Brad Pitt viu sua carreira ganhar uma nova camada após “Clube da Luta”. O papel lhe rendeu aclamação crítica e abriu portas para projetos mais ousados. Desde então, Pitt tem acumulado papéis de destaque em filmes como “Onze Homens e um Segredo” (2001), “Babel” (2006), “Bastardos Inglórios” (2009), e “Era Uma Vez em… Hollywood” (2019), pelo qual ganhou seu primeiro Oscar de Melhor Ator Coadjuvante.

Continua depois da publicidade

Edward Norton (Narrador)

Edward Norton, que interpretou o problemático Narrador, também colheu os frutos do sucesso de “Clube da Luta”. Norton, conhecido por seu comprometimento com os papéis, continuou a desafiar a si mesmo e ao público com atuações em filmes como “A Última Noite” (2002), “O Ilusionista” (2006), e “Birdman” (2014). Ele também se aventurou na direção com “Motherless Brooklyn” (2019).

Helena Bonham Carter (Marla Singer)

Helena Bonham Carter, que deu vida à complexa Marla Singer, consolidou ainda mais sua reputação como uma das atrizes mais versáteis de sua geração. Depois de “Clube da Luta”, Carter assumiu uma série de papéis notáveis, incluindo colaborações frequentes com Tim Burton em filmes como “A Fantástica Fábrica de Chocolate” (2005) e “Sweeney Todd: O Barbeiro Demoníaco da Rua Fleet” (2007). Sua performance como a Rainha Elizabeth em “O Discurso do Rei” (2010) lhe rendeu uma indicação ao Oscar. Mais recentemente, sua interpretação de Princesa Margaret na série “The Crown” (2019-2020) foi amplamente elogiada.

Jared Leto (Angel Face)

Jared Leto, que interpretou o atraente e problemático Angel Face, experimentou uma carreira multifacetada após “Clube da Luta”. Além de sua carreira de sucesso como músico à frente da banda Thirty Seconds to Mars, Leto ganhou um Oscar de Melhor Ator Coadjuvante por seu papel em “Clube de Compras Dallas” (2013). Ele continuou a se destacar em papéis desafiadores em filmes como “Blade Runner 2049” (2017) e “Casa Gucci” (2021).

Continua depois da publicidade

Meat Loaf (Robert ‘Bob’ Paulson)

O cantor e ator Meat Loaf, que interpretou o trágico Robert ‘Bob’ Paulson, também teve uma carreira interessante após “Clube da Luta”. Já um ícone musical antes do filme, ele continuou a lançar álbuns e fazer turnês. No cinema, Meat Loaf participou de vários projetos, incluindo a comédia “Tenacious D: Uma Dupla Infernal” (2006).

Leia mais

Como está o elenco de “Paranoia”, que voltou para catálogo do Netflix

Como está o elenco de “O Sexto Sentido”, 25 anos depois da estreia

Destaques do NSC Total