A promoção do “Jogo do Tigrinho”, espécie de jogo caça-níquel online, em diferentes plataformas, tem incomodado usuários. Além do Instagram, o WhatsApp tem sido utilizado para divulgação do jogo, através de grupos que adicionam usuários sem permissão. As informações são do g1.

Continua depois da publicidade

Siga as notícias do NSC Total pelo Google Notícias

“Toda hora sou incluída em grupo de WhatsApp divulgando o tigrinho” e “Quantas contas de tigrinho terei que bloquear até pararem de me colocar em grupos no WhatsApp?” são alguns dos relatos de usuários que tem sido adicionados nesses grupos e comunidades. Algumas delas podem ter até 5 mil integrantes e possuem como objetivo a promoção do “Fortune Tiger”, nome oficial do jogo.

O formato é geralmente o mesmo: números estrangeiros e nomes com códigos, além de fotos de perfil com desenho de tigre fazem parte da estratégia. Contudo, o que incomoda e tem gerado reclamações é que os usuários do WhatsApp são adicionados a esses grupos sem querer e sem ter contatos relacionados no grupo.

— Já fui adicionada em uns três grupos de WhatsApp. Em geral, criam grupo, me adicionam e, depois, vira uma comunidade do WhatsApp. Todos do Fortune Tiger e com números estrangeiros — conta a jornalista Paula Silva, de 30 anos.

Continua depois da publicidade

— Venho sendo adicionado em muitos grupos. Num primeiro momento, comecei a sair imediatamente. Hoje, o negócio se tornou tão constante que eu já nem tenho dado tanta atenção e demoro mais de um dia para conferir e efetivamente sair — diz o analista de marketing Evandro Lira, de 29 anos.

Há outros relatos de abordagens por SMS e ligações para promover o caça-níquel. No Instagram, as reclamações são de contas que seguem as pessoas, também na mesma linha de divulgação do “Jogo do Tigrinho”, ou de marcação em fotos.

O que a Meta diz sobre as contas que divulgam o “Tigrinho”

A Meta, empresa responsável pelo WhatsApp, informou ao g1 que “trabalha ativamente” para impedir o envio de conteúdo indesejado, porém, que “outros usuários do WhatsApp ou empresas que têm seu número de telefone podem entrar em contato com você”, da mesma forma que ocorre com SMS ou ligações.

A recomendação da empresa é configurar a conta para restringir quem pode te adicionar a grupos. Para isso, é preciso acessar a aba de “Configurações” do aplicativo e depois clicar em “Privacidade”. Nesta seção, é preciso selecionar “Grupos” e em “Quem pode me adicionar aos grupos” selecionar “Meus contatos”.

Continua depois da publicidade

Ao ser adicionado em grupos do “Jogo do Tigrinho”, também é possível denunciar e bloquear as contas. Na conversa, é preciso clicar nos três pontinhos e escolher “Mais” e depois “Denunciar”.

Influenciadora foi alvo de operação que investiga divulgação do “Jogo do Tigrinho”

Leia também

Quem é influenciadora suspeita de enganar seguidores através do “Jogo do Tigrinho”

“Jogo do Tigrinho”: operação apreende quase R$ 5 milhões em carros de luxo em Alagoas

Destaques do NSC Total