nsc

publicidade

Ademar Paes Junior

Como os aplicativos ajudam a cuidar e salvar vidas

Ferramentas adotadas por empresas de planos de saúde e medicamentos, seguradoras e hospitais merecem nossa atenção e conhecimento

16/09/2019 - 07h00

Compartilhe

Por Tech SC
(Foto: )

Se a inovação tivesse endereço, certamente ela estaria no Vale do Silício, na Califórnia (EUA). A região é polo industrial e concentra diversas empresas de tecnologia da informação. É também lá que muitas soluções para a área da saúde estão nascendo e se espalhando para vários países do mundo, adotadas por empresas de planos de saúde e medicamentos, seguradoras e hospitais. Algumas dessas ferramentas merecem nossa atenção e conhecimento.

A Healthtap, empresa sediada no Vale do Silício e presente em mais de 170 países, é exemplo de como criar um negócio acompanhando oportunidades de mercado e a evolução da tecnologia. A empresa tem uma plataforma de telemedicina que permite aos usuários se conectarem com um médico para uma consulta via videoconferência, chamada telefônica ou bate-papo por texto. Além disso, a ferramenta proporciona oportunidade de revisão de pares em seu sistema de perguntas e respostas, encorajando-os a participar através de elementos de gamificação.

Em outubro de 2018, a empresa anunciou uma parceria com a Apple. Agora, pacientes e provedores de saúde podem sincronizar seu histórico de telemedicina por meio do aplicativo Apple Health. A disponibilidade da informação complementar aos dados de provedores físicos melhora e personaliza as recomendações de assistência ao paciente.

Já a Omada Health revolucionou o setor quando digitalizou um programa de prevenção de diabetes.

— Havia uma urgência enorme para as pessoas conseguirem o necessário aconselhamento rumo à mudança de hábitos. Por isso, aumentamos o acesso virtualizando-o — afirma o diretor médico da empresa, Michael Turken.

De modo geral, a Omada funciona como um programa de mudança de comportamento para promoção de saúde, que combina ciência comportamental e de dados. Hoje, eles se definem como um provedor em seu modelo de negócios, no auxílio ao combate a doenças crônicas e um fornecedor de economia para as empresas e sistema.

Vale destacar ainda a experiência da Phosphorus, que tem a missão de melhorar a saúde compreendendo melhor e aproveitando o poder do genoma humano. A empresa construiu um portfólio de testes genéticos extremamente abrangentes de alta qualidade e com melhor relação custo-benefício, capaz de aumentar o acesso e a qualidade dos cuidados no campo da genômica integrada aos sistemas de saúde.

Tech SC: fique por dentro do universo da tecnologia em Santa Catarina​​

O CEO da Phosphorus, Alexander Bisignan, acredita que os testes genéticos são o futuro do manejo de saúde populacional. Seu depoimento não deixa dúvidas dos avanços que estamos prestes a presenciar.

— Em um patamar, não muito longe, todos os pacientes já terão em seu prontuário um perfil genético com alertas para propensões a doenças e interações medicamentosas de acordo com o seu metabolismo. Não precisamos mais ficar chutando. Isso é uma ciência bem compreendida, que vai aumentar a habilidade de detecção precoce de doenças e fornecer meios de intervenção. Cada vez mais, vamos poder salvar vidas com tecnologia e com a genética na linha de frente da medicina.

*Ademar Paes Junior é médico radiologista e presidente da ACM

Deixe seu comentário:

publicidade