A segunda comporta da barragem de José Boiteux foi fechada pela Defesa Civil do Estado no começo da tarde desta sexta-feira (17). A medida visa reter o volume elevado de chuva que caiu no Alto Vale do Itajaí nas últimas horas. De acordo com a medição das 13h, o reservatório estava com 42,8% de ocupação.

Continua depois da publicidade

Receba notícias de Blumenau e região por WhatsApp

A outra comporta — a barragem tem duas — está fechada desde 8 de outubro. O governo tentou reabri-la para liberar espaço antes de novas chuvas, mas não conseguiu por causa de um cilindro emperrado. O conserto só pode ser feito quando o nível Rio Itajaí do Norte voltar à normalidade.

A estrutura de contenção de cheias de José Boiteux tem capacidade para conter 357 milhões de metros cúbicos de água, a maior do Estado. A barragem tem influência direta no volume das enchentes na região de Blumenau. Em outubro, a estrutura ajudou a reduzir em até dois metros o nível na cidade.

De acordo com a Defesa Civil de Santa Catarina, 13 das 20 cidades onde mais choveu no Estado nas últimas 48 horas ficam no Vale do Itajaí (veja na tabela abaixo). Segundo o doutor em Hidrologia, Ademar Cordero, a água que caiu em Rio do Sul, por exemplo, leva 10 horas para chegar a Blumenau.

Continua depois da publicidade

O Rio Itajaí-Açu chegou ao pico de 9,14 metros às 11h desta sexta-feira (17) e depois disso começou a descer lentamente. Entretanto, segundo o AlertaBlu, até o final da tarde o volume deve voltar a subir justamente por causa da água vindo do Alto Vale.

Caso esse cenário se confirme, a prefeitura passa a divulgar projeções do nível do rio para as horas seguintes. A recomendação para quem mora em áreas com cota entre 9 e 10 metros — cerca de 8,8 mil pessoas, segundo estimativa — se prepare para uma eventual necessidade de sair de casa.

Leia mais

Rio do Sul vai enfrentar enchente maior do que a de outubro, prevê Defesa Civil

Brusque tem de resgate pelo porta-malas até contêiner flutuando durante enchente

Destaques do NSC Total