publicidade

Economia
Navegue por

Mercado de trabalho

Confira 15 dicas de como se comportar numa entrevista de emprego e causar boa impressão 

Aprenda como acertos e erros durante a etapa final de seleção podem definir os rumos de uma contratação 

05/12/2018 - 12h00

Compartilhe

Luan
Por Luan Martendal
Como se comportar numa entrevista de emprego
Como se comportar numa entrevista de emprego
(Foto: )

Cidade que mais gerou empregos no País no ano passado e hoje líder estadual na criação de novas vagas em Santa Catarina - nove mil postos de janeiro a outubro - Joinville desperta a atenção de quem busca por novas oportunidades. Somado a isso, o Estado mantém a menor taxa de desemprego do país (6,2%), outro fator que corrobora para uma maior competição dos candidatos que estão no mercado e que, apesar da preparação, podem ser derrubados na hora H: a entrevista de emprego.

E para ajudar candidatos do Brasil inteiro a encarar essa, que é uma das últimas e mais difíceis etapas de um processo seletivo, o A Notícia reuniu 15 dicas essenciais de como se comportar numa entrevista de emprego e causar boa impressão. As orientações são da especialista em gestão de talentos, Wilma Dal Col, diretora do ManpowerGroup Brasil:

1. Pesquise sobre a empresa

Se for para qualquer empresa fazer uma entrevista, sempre pesquise sobre ela antes de conversar com o recrutador. É importante saber que empresa é essa; qual a sua cultura; qual o tipo de ambiente você vai encontrar lá e os afazeres. A escolha de querer estar lá também será sua.

2. Fique atento ao que vestir

Os especialistas em RH observam cada vez mais uma informalidade nos ambientes de trabalho no que diz respeito à vestimenta. Uma informalidade que por um lado é altamente positiva, mas por outro é importante que a pessoa também exerça um pouco do senso e busque entender em que ambiente ela está. Numa empresa mais formal é importante ir para a entrevista dentro dos padrões seguidos pela companhia e ou manter a boa aparência mesmo que informal, trazendo sobriedade. Se estiver em uma empresa mais informal, cuide da informalidade para não parecer desleixo.

3. Controle a ansiedade

Em geral o recrutador sabe que a pessoa sempre tende a ficar um pouco mais ansiosa e um pouco mais tensa no processo de entrevista. No entanto, um nervosismo excessivo sempre vai causar preocupação e traz uma percepção ruim, porque essa pessoa muitas vezes vai passar por outras situações de desafio no trabalho e por conta disso ser colocada em cheque, uma vez que pode emitir este mesmo comportamento. Então é importante trabalhar a ansiedade e a serenidade, uma dica é: “negocie com seu cérebro, diga a ele que você não está correndo nenhum risco e fique tranquilo, pois você está ali para passar a sua experiência e ouvir daquela empresa se aquilo para você também é interessante”.

4. Pontualidade

É essencial. Ser pontual é muito importante porque isso deve revelar para o recrutador um dado bastante significativo do que ele deve esperar de você com relação a horários.

5. Leve o currículo, mas guarde consigo

Uma dúvida comum dos candidatos a uma vaga de trabalho é se deve levar o currículo impresso novamente no momento da entrevista ou não. Essa questão vai depender do perfil da empresa para que o candidato está se dirigindo, por isso é importante um mapeamento de mercado para identificar se naquela empresa é válido levar ou não este material. Para não errar, a dica é levar o currículo, guardá-lo, e caso o entrevistador peça entregue no momento oportuno. Do contrário, siga a conversa e, se entender necessário em dado momento sugerir que ele olhe o currículo, o recrutador o fará se houver interesse.

6. Não disperse

Você está diante do recrutador para dar informações e colher informações. Durante a entrevista não esqueça de silenciar e guardar o aparelho celular, pois neste momento o recrutador está esperando sua total atenção. Anotações também são raras por parte do candidato, mas se por um caso excepcional quiser anotar algo sobre a conversa peça permissão primeiro para o entrevistador. Em geral é ele quem anota ideias, quando necessário.

7. Reaja com espontaneidade

Em situações em que ocorrerem perguntas surpresas ou que você não esteja seguro, não se esquive, a sinceridade com a devida prudência é sempre bem-vinda. Cada vez que houver um pergunta que você não esteja preparado para responder reaja naturalmente. Diga, por exemplo, que ‘não tinha pensado sobre o assunto, mas pode pensar um pouco e responder mais a frente’ (e responda), ou aponte que ‘não havia pensado, mas refletindo neste momento sua percepção é...’. Outra alternativa é dar referências sobre o que você já leu ou entende sobre o tema perguntado.

8. Evidencie suas experiências

Essa é a dica primordial para quem deseja se destacar em uma entrevista de emprego.O recrutador está buscando evidências que o suportem a tomar uma decisão e se você é o profissional que ele precisa ou não. Dito isto, invista nas evidências das suas experiências pessoais e profissionais, e principalmente em dizer como esse aprendizado ocorreu e como você lidou perante problemas e situações difíceis, por exemplo. Muito mais do que falar da personalidade, mostre os tipos de trabalho que já desenvolveu e destaque suas superações diante dos desafios.

9. Seja claro

O candidato que responde às perguntas de forma objetiva e com maior precisão nas informações repassadas tendem a ser bem vistos pelo entrevistador.

10. Jamais minta!

O ditado “mentira tem perna curta” é facilmente lembrado quando se trata de uma inverdade dita durante uma entrevista de emprego. Evite dar informações enganosas ou não legítimas, elas podem ser prejudiciais e afetar sua imagem perante o contratante.

11. Evite criticar a quem quer que seja

Independente de experiências anteriores, nunca critique alguém na entrevista, seja um chefe anterior, seja um ex-colega, seja uma situação imprevista que viveu e foi ruim. Você está neste posto para ser conhecido por sua capacidade e não para colocar outras pessoas na conversa que está tendo com o entrevistador.

12. Aponte seus pontos fortes

Falar suas qualidades não basta, você deve exemplificar e trazer evidências que justifiquem os seus pontos fortes. Por exemplo, se você é criativo, diga, mas explique por meio de vivências o que faz com o seu potencial seja a criatividade.

13. Cite pontos de melhoria, não dê chance ao fracasso

Se perguntado sobre seus pontos fracos, cite-os como pontos que devem ser melhorados, mas é claro justificando qual a dificuldade que você precisa superar, o que você tem feito para que esse ponto não afete seu desempenho no trabalho e o que está fazendo para poder trabalhar com esse aspecto.

14. Faça perguntas

Se entender necessário e oportuno também faça questionamentos, porque a entrevista é uma via de mão dupla. Você também está fazendo uma escolha (por determinado emprego), não só o entrevistador. Lembre-se disso.

15. Keep Calm and espere o feedback

Não termine sua entrevista perguntando ao recrutador “como eu fui?”, porque um processo seletivo vai além do desempenho pessoal do candidato, considera principalmente o alinhamento do perfil profissional com o perfil da vaga e é necessário que o recrutador possa ter tempo para fazer essa análise. Em geral o candidato já encerra a entrevista com uma sensação de como foi o seu próprio desempenho e se quiser depois ligar e perguntar ao recrutador sobre o andamento do processo seletivo ou mesmo um feedback, pode fazê-lo.

E lembre-se…

Em um processo seletivo, não conseguir passar num recrutamento para trabalhar em um determinado local muitas vezes não significa que você não é bom, mas às vezes têm pessoas que são mais aderentes ao que aquela posição está buscando. Isso em nenhum momento te desqualifica como profissional e como pessoa.

Deixe seu comentário:

publicidade

Navegue por
© 2018 NSC Comunicação
Navegue por
© 2018 NSC Comunicação