nsc
    santa

    Lazer

    Conheça o Parque das Nascentes, em Blumenau

    Segunda reportagem da série do Santa sobre os redutos de natureza traz os detalhes sobre o espaço situado no Sul da cidade

    19/07/2018 - 03h00 - Atualizada em: 19/07/2018 - 05h14

    Compartilhe

    Por Redação NSC
    Distante cerca de 23 quilômetros do centro de Blumenau,  o parque é local de inúmeras nascentes de curso d¿água existentes na área de 5,3 mil hectares
    Distante cerca de 23 quilômetros do centro de Blumenau, o parque é local de inúmeras nascentes de curso d¿água existentes na área de 5,3 mil hectares
    (Foto: )

    Quando abrimos a torneira e dela sai água potável, por muitas vezes nem sequer lembramos o caminho percorrido para que este bem natural esteja disponível a qualquer momento. Em Blumenau, 22% da cidade recebe a água da rede, que vem do reservatório, resultado do tratamento e captação que é feita no Ribeirão Garcia, por meio da Estação de Tratamento (ETA 3). Mas poucos sabem que a origem é uma área verde no Sul da cidade, conhecido como Parque das Nascentes.

    Distante cerca de 23 quilômetros do centro de Blumenau, o local, na região conhecida como Nova Rússia, no bairro Progresso, era chamado de Parque Artex, criado pela empresa de mesmo nome, em 1988, com o objetivo de preservar o manancial hídrico. Dez anos depois, o terreno foi doado para a Universidade Regional de Blumenau (Furb) e a Fundação do Meio Ambiente (Faema). Já em 2000, a ONG Instituto Parque das Nascentes foi criada e começou a administrar o recanto natural. Após alguns impasses, houve até um hiato sem que o Instituto pudesse gerir o local, algo que só foi retomado há dois anos.

    O nome, evidentemente, é devido às inúmeras nascentes de curso d’água existentes na área de 5,3 mil hectares, que motivaram, em 2004, a criação do Parque Nacional Serra do Itajaí. Para o gestor do espaço, Jonata Giovanella, o local possui uma área muito grande e de extrema relevância ambiental:

    – O parque oferece uma vasta biodiversidade, por isso é muito importante a conservação e preservação. Destinar a visitação para a educação ambiental é fundamental, pesquisar e conhecer este local é muito importante, pois aquilo que a gente conhece a gente cuida e a acaba amando.

    Para quem deseja conhece-lo, são quatro trilhas abertas para visitação, cada uma com suas peculiaridades e que propícia um contato exuberante com a natureza, em sua plenitude. E no caminho, além da bela paisagem, existe a oportunidade de se refrescar e tomar uma água de classe 1, em qualquer ponto do Rio Garcia.

    Há, também, uma ampla área de camping com banheiros e churrasqueira. O visitante que optar por utilizar o estacionamento interno não precisará pagar nada a mais pelo serviço.

    – Solicitamos que as pessoas façam uma reserva com ao menos uma semana de antecedência por e-mail – explica Giovanella.

    Segundo a administração, todas as trilhas abertas a visitação são autoguiadas, mas quando os grupos entram em contato antecipadamente, a gestão disponibiliza um condutor para grupos maiores.

    O parque é procurado pelas pessoas que além do contato com a natureza, buscam fazer exercícios físicos, em um plano de fundo longe das paredes de uma academia e substituem o som das músicas eletrônicas pelo ritmo das águas correndo pelas pedras e vegetação. Algo que para o educador físico e presidente do Instituto Parque das Nascentes (Iphan),Tiago Bertoldi, é muito benéfico ao corpo.

    – Como temos bastante trilha aberta, para quem deseja fazer exercícios físicos ao ar livre, o parque é uma grande opção. Diversas trilhas, com variadas distâncias, são uma ótima opção para o fim de semana, com o intuito de se exercitar – diz.

    Para visitação é necessário, primeiramente, entrar em contato através de e-mail (institutoparquedasnascentes@gmail.com) ou comparecer na sede do IPAN, localizada no bairro Garcia. O local fica aberto aos finais de semana e feriados, das 8h15min às 17h.

    Leia também

    ::: Parque São Francisco de Assis, em Blumenau, se destaca pela diversidade de fauna e flora

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Cotidiano

    Colunistas