nsc

publicidade

Artes

Conheça os detalhes do projeto paisagístico da 81ª Festa das Flores de Joinville

Ele contempla 3 mil e 600 metros quadrados de área da Expoville com vegetação, flores e espaços especiais de convivência

12/11/2019 - 18h27 - Atualizada em: 12/11/2019 - 18h52

Compartilhe

Cláudia
Por Cláudia Morriesen
foto mostra detalhe da festa das Flores
(Foto: )

Nesta terça-feira, 12, começou uma nova edição da Festa das Flores de Joinville. Ela ocorre há 81 anos e tem, como uma de suas marcas, os projetos paisagísticos surpreendentes desenvolvidos a cada ano a partir de uma temática diferente. Eles já levaram para a Expoville, onde ocorre o evento, dinossauros de quase 3 metros de altura para recordar a pré-história das flores e jardins "do futuro" para discutir a verticalização das cidades e as soluções para manter a vegetação nos centros urbanos.

Em 2019, o tema escolhido foi "Natureza e Qualidade de Vida". O projeto é do arquiteto Silvio Parucker, que o desenvolveu com a colaboração de dois estudantes de arquitetura e urbanismo da Universidade Federal do Paraná (UFPR). Segundo Parucker, nesta edição, a temática foi pautada pela simplicidade para demonstrar o quanto a qualidade de vida depende de poucos elementos para existir.

— Há muito verde em volta das pessoas, que é uma forma de mostrar essa aproximação com a natureza e como ela faz bem. A ideia do projeto é que, durante o percurso, as pessoas possam refletir sobre a importância de preservar o meio ambiente — explica o arquiteto, que é responsável pela concepção do paisagismo da Festa das Flores há três anos.

foto mostra flores e lago artificial dentro da festa
Flores de todas as cores fazem parte do espaço expositivo
(Foto: )

A entrada da Festa das Flores é por um corredor escuro, onde há apenas alguns galhos secos de árvore. Esta é uma provocação que leva ao impacto de, no ambiente seguinte, o visitante encontrar, nas palavras de Parucker, "o esplendor de um grande jardim de contemplação", onde há uma explosão de cores com flores de todos os tipos e colorações. Ele é visto de cima, por um "mirante", ainda na entrada.

Em seguida, o visitante passa por um grande arco verde e encontra lagos e um chafariz, além das flores em exposição. Depois, é necessário escolher o caminho a ser seguido, em dois arcos que levam a sentidos opostos. Eles são espelhados, dando a impressão de infinito aos túneis. É como se o visitante estivesse em um parque, onde há, inclusive, lugares de convivência em formato de gazebo para o público descansar e interagir.

foto mostra flores e pergolado
(Foto: )

A Laelia Purpurata, símbolo de Joinville e de Santa Catarina e grande motivo para a criação da Festa das Flores nos anos 1930, tem um espaço especial. No corredor onde há flores desta espécie, o fundo foi pensado de forma a valorizar a orquídea e suas diferentes tonalidades. Elas também receberam iluminação especial, para destacar o papel de protagonistas do evento.

Nesta terça-feira, ocorreu a premiação do 40º Concurso de Jardins. Confira os vencedores.

Confira mais informações sobre a 81ª Festa das Flores

Deixe seu comentário:

publicidade