nsc
hora_de_sc

Polêmica

Conselho de publicidade abre representação ética contra lives de Gusttavo Lima

A representação foi aberta a partir de denúncias recebidas de dezenas de consumidores que consideraram que as ações publicitárias não obedeciam cuidados para a divulgação de bebidas alcoólicas

15/04/2020 - 13h22 - Atualizada em: 15/04/2020 - 14h33

Compartilhe

Por Janaína Laurindo
(Foto: )

Na terça-feira, 14, o Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (Conar) abriu uma representação ética contra ações publicitárias nas lives do cantor Gusttavo Lima. As transmissões realizadas pelo Youtube ocorreram nos dias 29 de março e 11 de abril, e foram intituladas de "Live Gusttavo Lima - Buteco em Casa" e "Buteco Bohemia em Casa".

A representação foi aberta a partir de denúncias recebidas de dezenas de consumidores, que consideraram que as ações publicitárias realizadas pelo cantor durante as lives não obedeciam cuidados recomendados pelo Código Brasileiro de Autorregulamentação Publicitária para a publicidade de bebidas alcoólicas. Durante as apresentações, que duraram mais de 5h, o sertanejo ficou visivelmente embriago.

A denúncia cita a falta de mecanismo de restrição de acesso ao conteúdo das lives a menores de idade e a repetida apresentação de ingestão de cerveja, em potencial estímulo ao consumo irresponsável do produto.

Ambev e Gusttavo Lima têm prazo regimental para enviar defesa ou adaptarem de imediato o conteúdo publicitário das lives às regras éticas.

Sobre a representação, a Ambev, que patrocinou live também de outros artistas, se pronunciou em nota informando que tomaram os cuidados necessários, tanto para assegurar as medidas de higiene e distanciamento social, bem como, deu orientações prévias aos artistas em relação as regras do CONAR. Confira a nota na íntegra:

´Nesse momento de quarentena, sabemos que as lives de cantores e artistas assumiram um papel relevante e inovador para manter as pessoas dentro de casa e levar um pouco de entretenimento. Para promover a iniciativa, patrocinamos alguns desses eventos, sempre com o cuidado de assegurar as medidas de higiene e distanciamento social e com a devida orientação prévia aos artistas sobre as regras do CONAR de publicidade de bebidas. Além disso, enviamos um guia reforçando as regras do CONAR e treinamos as pessoas envolvidas. Sabemos que em algumas lives, de forma totalmente espontânea, algumas orientações não foram seguidas. Estamos reforçando as regras dado esse novo contexto de entretenimento virtual e estamos mais do que nunca comprometidos com o consumo responsável de nossos produtos.. Vale lembrar que a live é de propriedade do artista, muitas vezes realizada em sua casa, o que representa um desafio.´

Colunistas