nsc
    dc

    Susto no ar

    Copiloto desliga botão por engano e avião despenca pelo menos 6 mil metros na China

    Companhia Air China afirma que demitiu toda a tripulação a bordo da aeronave, que é investigada pelo órgão regulador da aviação civil chinesa

    13/07/2018 - 10h36

    Compartilhe

    Por Redação NSC
    Aeronaves da Air China estacionadas no aeroporto de Pequim (foto de arquivo)
    Aeronaves da Air China estacionadas no aeroporto de Pequim (foto de arquivo)
    (Foto: )

    Um copiloto da Air China teria desligado por engano o sistema de ar-condicionado de um avião, que fazia a rota entre Hong Kong e a cidade de Dalian, fazendo com que a aeronave despencasse 6 mil metros em menos de nove minutos. Nove tripulantes e 153 passageiros estavam a bordo, segundo informações da CNN, mas ninguém ficou ferido.

    De acordo com uma fonte da CAAC, órgão regulador da aviação civil chinesa, o copiloto — cuja identidade não foi revelada — estava fumando um cigarro eletrônico, o que é proibido por normas internacionais. Para evitar que o cheiro e o vapor se espalhassem para a área dos passageiros, ele tentou desligar os ventiladores de circulação de ar, mas errou os botões e desativou o sistema de ar-condicionado.

    O erro levou a uma queda drástica nos níveis de oxigênio, o que fez acender alertas de altitude. Com isso, a aeronave desceu de 10 mil metros até 4 mil metros em menos de nove minutos, e os passageiros foram orientados a usar máscaras de oxigênio. Após o sistema ser religado, o avião subiu para uma altitude de 7,5 mil metros e seguiu até Dalian — mas com nível de oxigênio abaixo do adequado.

    O caso ocorreu na última terça-feira (10) e a Air China afirma que demitiu toda tripulação a bordo da aeronave, que está sendo investigada pela CAAC. As caixas-pretas da aeronave foram enviadas para análise.

    Leia as últimas notícias

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Cotidiano

    Colunistas