nsc
    santa

    Sem bloqueios

    Coronavírus: Blumenau terá blitze educativas nas entradas da cidade  

    Prefeito explicou ser impossível fazer o controle das 57 entradas e saídas de Blumenau  

    20/03/2020 - 12h10 - Atualizada em: 20/03/2020 - 19h10

    Compartilhe

    Bianca
    Por Bianca Bertoli
    Motoristas serão orientados a voltar os municípios de origem
    Motoristas serão orientados a voltar os municípios de origem
    (Foto: )

    A prefeitura de Blumenau anunciou no final da manhã desta sexta-feira (20) que pretende, a partir deste sábado (21), abordar carros em 12 das principais entradas da cidade. A ideia é orientar motoristas que chegam ao município quanto ao risco de disseminação do novo coronavírus. A barreira, no entanto, será em forma de blitz educativa.

    > Em site especial, saiba tudo sobre o novo coronavírus

    Conforme o prefeito Mário Hildebrandt (Podemos), reuniões serão feitas durante o dia para planejamento da ação, que envolverá agentes de trânsito e, se possível, policiais militares e estaduais. Hildebrandt enfatizou, porém, que a medida não contemplará todos os pontos de entrada e saída de Blumenau, já que são quase 60 e não haverá profissionais suficientes para isso.

    - São barreiras de orientação aos motoristas. É impossível fazer o controle das 57 entradas e saídas. Vamos pedir para que as pessoas voltem para suas cidades de origem, mas não vamos impedir a entrada de veículos com mercadorias e outras ações - explicou.

    Conforme o secretário de Trânsito e Transportes, Eder Boron, blitze educativas já vinham sendo estudadas para ocorrer dentro da cidade. Agora, então, os guardas devem se deslocar para os extremos do território blumenauense.

    - Um eventual bloqueio exigiria o apoio de equipes de saúde e não temos capacidade para isso. Diferente de outras cidade, que têm poucas entradas, Blumenau tem diversas - ressaltou Boron.

    O comandante do 10º Batalhão da Polícia Militar de Blumenau, Jefferson Schmidt, aguarda a conversa com a prefeitura para avaliar se a corporação terá condições de auxiliar o município nas barreiras orientativas, já que os profissionais estão empenhados em outras demandas, como a fiscalização do cumprimento do decreto estadual. O documento obriga estabelecimentos a permanecerem de portas fechadas e pessoas a não circularem por praças e parques.

    Blumenau tem 15 casos suspeitos da doença e três descartados. Além disso, a prefeitura contratou um laboratório para exames de profissionais de saúde e pacientes internados. Dois casos foram confirmados, mas aguardam a validação do Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen). São pacientes de 72 e 29 anos que estavam na UTI de um hospital de Blumenau, mas passam bem.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Cotidiano

    Colunistas