nsc
dc

Religião

Coronavírus: Catedral de Tubarão celebra missa com mais de duas mil fotografias de fiéis  

Ideia foi inspirada em um padre da Itália e está sendo reproduzida em vários lugares 

30/03/2020 - 13h45 - Atualizada em: 30/03/2020 - 17h37

Compartilhe

Lariane
Por Lariane Cagnini
igreja
Catedral de Tubarão está lotada com fotografias de fiéis
(Foto: )

Os bancos da Catedral de Tubarão, temporariamente vazios em função do coronavírus, estão estampados de fotografias de fiéis. Foram mais de duas mil imagens recebidas nos últimos dias, já que as missas presenciais estão suspensas. A ação começou após o decreto do governo de Santa Catarina, com medidas preventivas à disseminação do COVID-19.

Assim que a paróquia Nossa Senhora da Piedade informou aos fiéis sobre a suspensão das missas e celebrações, a comunicação via redes sociais ganhou força. Além dos telefones fixos da paróquia, foi adquirido um número para atendimento por WhatsApp. Também há transmissão de missas pela internet, sempre com a "presença" dos fiéis por meio das fotografias.

> Em site especial, acompanhe as notícias sobre o coronavírus

- Um dos motivos de colocar as fotos é a mensagem da igreja dizendo fique em casa. Essa tem sido a postura da igreja católica, adotamos essa medida por amor ao nosso povo, por cuidado. Sua foto está aqui, estamos rezando com você, por vocês - explica Eduardo Rocha, pároco da Catedral.

Aos 33 anos, Eduardo e o padre Willian Fernandes, 30, encabeçam uma série de ações durante o período de distanciamento social, algumas iniciadas anteriormente e outras novas. Enquanto isso, o padre Raimundo Guizoni, 95 anos, é poupado de algumas atividades. A assistência social à famílias de baixa renda continua, principalmente com aquelas que têm crianças que estão sem aulas e, consequentemente, sem acesso à merenda escolar.

Outra forma de atendimento tem sido por telefone. Muitos idosos acabam ligando para ouvir uma palavra de carinho, um alento em tempo de insegurança, às vezes até para pedir uma bênção. Os padres e outros voluntários, com todos os cuidados necessários, também têm auxiliado pessoas com idas ao supermercado e na farmácia, reforçando o coro para que todos fiquem em casa pela saúde coletiva.

- As redes sociais têm sido um meio de se comunicar e estar próximo. Temos usado Facebook, Instagram, para nos aproximar de quem quer que seja. Quando se trata caridade, não importa religião, temos ajudado a todos, mobilizado a cidade - comenta.

Mais fotos na espera

Na semana passada, as famílias começaram a enviar fotos a pedido da paróquia. Hoje, além das imagens já impressas, pelo menos 400 estão no aguardo. A inspiração de lotar a igreja de fotografias veio de um padre da Itália.

Quem costuma participar das missas na Catedral aprovou a iniciativa. O advogado de Tubarão Tarcísio Medeiros foi uma das pessoas que enviou foto da família, e acredita que essa ato embora simbólico, é uma maneira de demonstrar união nesse momento de distanciamento social.

- Ver essas fotos, na hora da missa, nos traz um sentimento de que podemos estar presentes mesmo que não seja fisicamente, mas espiritualmente, conectados a Deus e a toda comunidade cristã através da oração - resume o advogado.

Até o momento, o padre estima que tenha sido gasto menos de R$ 100 para imprimir todas as imagens, pois eles contam com um sistema de impressão de baixo custo. Com os encostos dos bancos lotados, Eduardo estuda como será feita a disposição das fotos que não param de chegar, seja em painéis ou murais. Para enviar a fotografia, o número é o (48) 99644.1433.

- Alguém está rezando por mim, se importa, está considerando minhas necessidades, essa é a mensagem que queremos passar. Não vamos abrir as portas agora, a igreja não pode abrir as portas físicas, mas nossos braços estão abertos a todos - declara.

Ouça a entrevista do Padre Eduardo Rocha à CBN Diário:

Colunistas