nsc
dc

Saúde

Coronavírus: começa cadastro de profissionais da saúde; cinco milhões são esperados 

Conselhos de Santa Catarina se posicionam a respeito da convocação do Governo Federal 

03/04/2020 - 15h07

Compartilhe

Por Redação NSC
Por Agência Brasil
coronavírus
Profissionais de 14 áreas da saúde precisam se cadastrar
(Foto: )

Agência Saúde

O cadastro de profissionais da saúde para atuar no combate ao coronavírus já está disponível no site do Ministério da Saúde. A expectativa da pasta é cadastrar cerca de cinco milhões de profissionais, que poderão atuar em todo país. Especialistas de 14 áreas da saúde serão cadastrados e capacitados nos protocolos clínicos da doença.

> Leia mais sobre o coronavírus no site especial

O reforço é para auxiliar os gestores do Sistema Único de Saúde (SUS) nas ações de enfrentamento da Covid-19. A iniciativa é parte da Ação Estratégica "O Brasil Conta Comigo - Profissionais da Saúde", criada pelo Governo Federal, e irá durar enquanto o estado de emergência de saúde pública permanecer.

A portaria n° 639, publicada nesta quinta-feira (2) no Diário Oficial da União lista as 14 áreas que deverão ter os profissionais cadastrados: serviço social; biologia; biomedicina; educação física; enfermagem; farmácia; fisioterapia e terapia ocupacional; fonoaudiologia; medicina; medicina veterinária; nutrição; odontologia; psicologia; e técnicos em radiologia.

Ainda não há detalhes de como será o trabalho, mas todos os profissionais deverão se cadastrar e fazer a capacitação. Ao final do treinamento, a pessoa poderá sinalizar se deseja, ou não, fazer parte das ações de enfrentamento ao coronavírus. O recrutamento desses profissionais ficará a cargo dos gestores locais do SUS.

Em Santa Catarina, as entidades que representam algumas áreas da saúde se manifestaram sobre a convocação. O Conselho Regional de Medicina Veterinária de Santa Catarina (CRMV-SC) apoia a portaria, e ressalta que a categoria pode colaborar com o conhecimento em diversas áreas.

O Conselho Regional de Enfermagem de Santa Catarina (COREN-SC) explica que são dois milhões de profissionais da área no país, sendo 61 mil em Santa Catarina. Sobre a convocação, a entidade regional aguarda orientações do conselho federal sobre a portaria. O Conselho Regional de Medicina do Estado de Santa Catarina (CRM-SC) segue a mesma linha, e aguarda posicionamento do conselho federal sobre o assunto.

Alunos também podem participar

Alunos de medicina, enfermagem, fisioterapia e farmácia também podem auxiliar no combate ao Covid-19 no Sistema Único de Saúde (SUS). Segundo o edital, alunos matriculados em instituições de ensino superior, públicas e privadas, que integram o sistema federal de ensino, cursando o 5° e 6° ano de Medicina, além de alunos do último ano dos cursos de graduação em Enfermagem, Fisioterapia e Farmácia, podem aderir.

Os estudantes chamados terão direito a uma bonificação, que inclui o recebimento de uma bolsa enquanto durar a medida, de acordo com a carga horária do estágio supervisionado. Para 40h, o valor é de um salário mínimo (R$ 1.045) e de 20h meio salário mínimo (R$ 522,50).

Eles ainda receberão 10% de pontuação no ingresso em programa de residência do Ministério da Saúde, no prazo de dois anos, além de certificado de participação. O cadastro é feito pelo site da ação estratégica, no link específico para alunos.

Colunistas