nsc
    santa

    Educação

    Coronavírus em Blumenau: aulas a distância na rede municipal de ensino  começam na próxima semana 

    Estado também deve adotar sistema semelhante, mas novidades sobre o assunto serão divulgadas nos próximos dias

    31/03/2020 - 14h35 - Atualizada em: 31/03/2020 - 14h43

    Compartilhe

    Bianca
    Por Bianca Bertoli
    82% dos alunos da rede pública de Blumenau se cadastraram para aulas on-line
    82% dos alunos da rede pública de Blumenau se cadastraram para aulas on-line
    (Foto: )

    As aulas a distância da rede municipal de ensino em Blumenau, por conta do novo coronavírus, começarão na próxima segunda-feira (6). Os pais que preencheram o formulário pela internet receberão uma senha pelo e-mail cadastrado e terão acesso à plataforma Google for Education. As atividades ocorrerão conforme a preferência do professor, mas devem seguir o projeto político-pedagógico da escola.

    > Em site especial, saiba tudo sobre o novo coronavírus

    Quem não respondeu ao questionário on-line deve enviar um e-mail para a direção da unidade de ensino da criança. O endereço eletrônico está em uma das primeiras páginas da agenda escolar. A secretária de Educação, Patricia Lueders, ressalta que não adianta ligar para os locais, já que os profissionais não estão indo trabalhar devido às férias antecipadas e ao decreto de isolamento social. Na quinta e sexta-feira os professores passarão por um curso de formação.

    As senhas serão enviadas ao longo desta semana. Os pequenos que não têm internet em casa não serão prejudicados, garante Patricia - a prefeitura estima que menos de 10% dos 35 mil não terão condições de se adequar ao modelo. Esses estudantes não receberão falta nas duas primeiras semanas de ensino a distância. Depois dos 15 dias, caso a restrição de convívio social continue, a direção de cada escola vai estabelecer um plano para atender os que não têm acesso à plataforma.

    - Não tem plataforma que atinja 100% dos alunos, mas é nossa obrigação atender a todos. Ninguém vai perder conteúdo - disse Patricia.

    Uma das alternativas avaliadas é entregar o material de estudo impresso a esses alunos, mas a Secretaria precisa disponibilizar o conteúdo sem colocar em risco a saúde das crianças. Dependendo do caso, os estudantes que perderem as atividades online terão de recuperar as aulas quando a situação voltar à normalidade. Para isso, usarão as salas de informática das escolas no contraturno.

    A medida vale para toda a rede municipal, ou seja, escolas e Centros de Educação Infantil (CEI). O governo do Estado também pretende adotar o sistema para não afetar o ano letivo da rede estadual de ensino. Porém, até o momento, novidades do assunto não foram divulgadas.

    Clique aqui e receba notícias do Santa pelo WhatsApp

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Educação

    Colunistas