nsc
    hora_de_sc

    Decreto

    Coronavírus em Florianópolis: Guarda Municipal e PM retiram população das praias

    Público lotou a praia de Canasvieiras, mesmo com todas as orientações e decretos

    19/03/2020 - 15h41 - Atualizada em: 19/03/2020 - 16h56

    Compartilhe

    Clarissa
    Por Clarissa Battistella
    População lotou a praia de Canasvieiras em Florianópolis
    População lotou a praia de Canasvieiras em Florianópolis
    (Foto: )

    Mesmo com a situação de emergência declarada em todo o território de Santa Catarina por sete dias, o que restringe o funcionamento de serviços considerados não essenciais e, consequentemente, a circulação de pessoas pelas ruas, houve quem não seguiu as recomendações e se dirigiu às praias do litoral catarinense entre a manhã e o início da tarde desta quinta-feira (19), o que demandou medidas mais enérgicas das autoridades.

    ​> Em site especial, saiba tudo sobre coronavírus

    Em Canasvieiras, um dos balneários mais frequentados na Ilha de SC, foi necessário a atuação da Guarda Municipal de Florianópolis (GMF). Os agentes realizaram um trabalho de orientação e pediram ao público que cumprissem a determinação do governador Carlos Moisés da Silva (PSL), em decreto publicado na quarta-feira (18), sobre permanecer em quarentena durante uma semana.

    Com auxílio de um quadriciclo e um auto-falante, a Guarda Municipal ainda usou uma gravação em espanhol com pedido de retirada para os turistas argentinos que estavam no local.

    Assista o vídeo:

    A Polícia Militar de SC também atuou na região Norte da Ilha. Segundo o comandante do 21º Batalhão de Polícia Militar (21 BPM), major Pablo Neri Pereira, ainda pela manhã, viaturas passaram em todos os hotéis de Canasvieiras orientando para que os hóspedes permanecem nos quartos.

    — Com apoio da prefeitura e Guarda Municipal, estamos atuando nos comércios, o que inclui ambulantes e quiosques na praia — disse.

    À tarde, em coletiva de imprensa transmitida pelas redes sociais, o prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro anunciou o fechamento das praias da Capital.

    up
    (Foto: )

    Agora, os órgãos de segurança vão limitar o acesso à orla por sete dias para evitar as aglomerações e incentivar que as pessoas fiquem em casa.

    — Nossa ideia não é fazer o uso da força na praia, mas sim orientar, explicar para as pessoas que estão lá. O decreto vai falar em proibir o acesso à orla. Obviamente quem tem casa na praia vai poder estar ali, vai estar proibido o acesso à orla da praia — explicou Loureiro.

    A reportagem da CBN Diário também flagrou a ação de retirada da população da praia. Veja vídeo.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Saúde

    Colunistas