nsc

Coleta

Coronavírus em Florianópolis: lixo reciclável deve ser mantido em casa 

Comcap explica que manuseio do plástico expõe catadores ao risco de contágio, por isso serviço foi suspenso 

14/04/2020 - 14h59

Compartilhe

Juliana
Por Juliana Gomes
Galpões de triagem têm passado por sanitizações periódicas como prevenção ao vírus
Galpões de triagem têm passado por sanitizações periódicas como prevenção ao vírus
(Foto: )

Com a coleta seletiva suspensa em Florianópolis desde 19 de março, a Comcap reforça a importância de a população guardar os materiais recicláveis em casa. A suspensão do serviço ocorreu porque as associações de catadores e triadores de resíduos fecharam seus galpões como medida de prevenção ao coronavírus.

Os moradores podem levar o lixo reciclável até os ecopontos da Comcap, mas é importante reforçar que a orientação é de que todos fiquem em casa.

​​​> Em site especial, saiba tudo sobre o novo coronavírus

A restrição ao manuseio de reciclável tem sido adotada no mundo inteiro pois a informação que se tem até o momento é de que o coronavírus pode sobreviver por até 72 horas em materiais como o plástico, segundo a Autarquia.

O fechamento dos galpões de triagem foi uma recomendação da Associação Brasileira de Engenharia Sanitária. O prazo para retomada da coleta está entre os assuntos a serem tratados na reunião do comitê de risco da Comcap, marcada para esta terça-feira (14).

Dicas

Para acondicionar o lixo reciclável em casa, e não se deslocar até ecopontos para evitar coronavírus, uma dica é diminuir o volume das embalagens, amassando garrafas pets e latas e desmontando o papelão.

O lixo reciclável, como caixa de leite e iogurte, por exemplo, deve ser lavado, o que também favorece esse acondicionamento em casa.

Desde o início da pandemia, os galpões de triagem têm passado por sanitizações periódicas como prevenção ao vírus. Atualmente, os materiais recicláveis são doados pela prefeitura da Capital para 11 associações da Grande Florianópolis.

Colunistas