nsc
dc

Solidariedade

Coronavírus em SC: ações voluntárias ajudam idosos durante quarentena 

Grupo mais vulnerável à doença Covid-19 tem contado com a ajuda de vizinhos e voluntários

19/03/2020 - 16h27 - Atualizada em: 19/03/2020 - 21h29

Compartilhe

Lucas
Por Lucas Paraizo
Vizinhos ajudam vizinhos idosos durante quarentena pelo coronavírus
Cartaz em elevador tem a lista de contatos dos vizinhos que podem ajudar
(Foto: )

As pessoas acima dos 60 anos de idade são as mais vulneráveis ao novo coronavírus, integrando o grupo de risco da Covid-19, quando a taxa de letalidade da doença é maior do que a média. E para quem tem mais de 80 anos, por exemplo, a probabilidade de morte é 6,4 vezes maior do que no resto da população.

Essa questão faz as medidas de isolamento serem ainda mais importantes para os idosos, que devem seguir as medidas de restrição que Santa Catarina adota durante a pandemia.

​​> Em site especial, saiba tudo sobre coronavírus

Conforme os especialistas, a principal recomendação para o grupo de risco é ficar em casa, evitando até mesmo as idas aos serviços essenciais que seguem funcionando, como farmácias e supermercados.

— Temos que ter atenção com os idosos. Evitar o contato deles com crianças, que transmitem o vírus, e também evitar os deslocamentos desnecessários para fora de casa. Se possível, peça para alguém ir ao mercado, fazer compras. Temos que fazer uma grande rede de ajuda entre vizinhos que se disponibilizem a fazer isso para os mais velhos — afirma o secretário de Saúde de Santa Catarina, Helton Zeferino.

Para ajudar os idosos que precisam de apoio, pequenas ações podem fazer a diferença no atual momento. Uma ação que repercutiu no Brasil inteiro e tem sido repetida em muitos prédios e condomínios catarinenses envolve a solidariedade entre vizinhos. Cartazes colados no elevador trazem uma lista com contatos de moradores que podem ajudar os vizinhos idosos caso precisem de compras no mercado ou em farmácias.

Uma ação parecida foi estimulada em nível municipal pela prefeitura de Florianópolis. Através da rede de voluntários Somar, o poder público disponibilizou um número em que as pessoas podem ligar ou enviar mensagem pelo WhatsApp para pedir ajuda. A equipe vai encontrar um voluntário cadastrado na rede e fazer o contato.

Voluntários coronavírus
(Foto: )

A organização é feita pelos voluntários e servidores da prefeitura com base na localização das pessoas. Cada voluntário cadastra o seu endereço e pode ajudar quem estiver por perto e não quer se expor. O cadastro é feito pelo site da rede Somar.

Deixe seu comentário:

Últimas notícias

Loading interface... Todas de Saúde

Colunistas