nsc
dc

Prevenção

Coronavírus: ExpoFemi é mais uma feira suspensa no Oeste 

Evento de Xanxerê foi transferido para novembro

18/03/2020 - 12h00 - Atualizada em: 18/03/2020 - 13h33

Compartilhe

Darci
Por Darci Debona
ExpoFemi 2020, que seria em maio, passará para novembro
Parque Rovilho Bortoluzzi, em Xanxerê, estava sendo preparado para a Festa do Milho, que passou para novembro
(Foto: )

A ExpoFemi, Festa Estadual do Milho, que seria realizada de 1º a 10 de maio, em Xanxerê, foi adiada para o período de 6 a 15 de novembro. A decisão foi tomada pela Comissão Organizadora na manhã desta quarta-feira, devido ao coronavírus.

De acordo com a comissão organizadora os shows serão mantidos, os ingressos já adquiridos estão válidos. A aquisição dos espaços dos expositores também está mantido. Qualquer alteração deve ser encaminhada para a Associação Comercial e Industrial de Xanxerê.

A Festa do Milho é uma das maiores feiras da região e recebe normalmente mais de 100 mil visitantes.

Também nesta quarta-feira foi anunciado o cancelamento da Efacitus, de Tunápolis, que seria realizada no período de 24 a 26 de abril.

Ontem tinha sido cancelada a Efaics, de Seara, que seria realizada de 2 a 5 de abril, e também foi cancelada a FAIC, de São Domingos, que seria realizada de 3 a 7 de abril.

Na segunda-feira, a prefeitura de São Lourenço do Oeste já havia cancelado a Efaislo, que seria de 2 a 5 de abril.

Outros eventos já tinham sido cancelados na região. Um dos primeiros foi o Acic + Gerão, da Associação Comercial de Chapecó, que estava previsto para quinta-feira. O Salão do Imóvel de Chapecó, que seria em maio, passou para 7 a 15 de setembro.

O Simpósio Brasil Sul de Suinocultura, previsto para 7 a 9 de abril, em Chapecó, foi adiado para data ainda a ser confirmada.

Em São Miguel do Oeste foram cancelados o São Miguel Tchê, que seria neste final de semana, e o Motocão, que seria de 3 a 5 de abril.

Já a Mercoagro, Feira Internacional de Negócios, Processamento e Industrialização da Carne, está mantida para o perído de 15 a 18 de setembro. A direção da Associação Comercial de Chapecó, organizadora do evento, informou que está engajada nas medidas de prevenção mas, como há previsão de da Organização Mundial de Saúde de que a crise do coronavírus seja superada dentro de 90 a 120 dias, decidiu manter a data.

Colunistas