nsc

    Estado de emergência

    Coronavírus: Florianópolis faz esquema de transporte para trabalhadores da saúde e da Comcap

    Haverá 14 linhas, com 40 pontos em embarque, para uso exclusivo de quem trabalha na área 

    18/03/2020 - 17h24 - Atualizada em: 18/03/2020 - 17h40

    Compartilhe

    Por Márcio Serafini
    Interior de ônibus sendo higienizado
    Alguns ônibus, depois de higienizados, vão circular nesta quarta-feira para servidores de transporte e limpeza
    (Foto: )

    Trabalhadores das áreas da saúde e de limpeza pública terão 14 linhas de ônibus à disposição, com 40 pontos de embarque e desembarque no município de Florianópolis, a partir da manhã desta quinta-feira (19). O serviço vai operar apenas em três momentos do dia — 6h às 8h, das 11h às 13h e das 18h às 20h — e com tarifa normal do transporte coletivo (R$ 4,25 no dinheiro e R$ 4,18 no cartão).

    ​Em site especial, saiba tudo sobre coronavírus

    O embarque nesses ônibus será exclusivo de trabalhadores na área da saúde e de serviços de limpeza pública e urbana, inclusive em setores de apoio à postos e hospitais. Para a população em geral, o transporte coletivo segue suspenso, confere determina o decreto de emergência do governo do Estado.

    — Não adianta o cidadão comum tentar embarcar que não vai conseguir — alertou o prefeito Gean Loureiro.

    O secretário de Planejamento e Mobilidade, Michel Mittmann, disse que o esquema foi elaborado com a concordância do governo do Estado. A descrição de linhas e pontos de embarque e desembarque seria divulgada às 19h desta quarta-feira no site da prefeitura.

    Em entrevista coletiva online, o prefeito elogiou o Sindicato dos Trabalhadores no Transporte Urbano (Sintraturb) pela solidariedade que permitiu a implantação desse serviço emergencial:

    — Estão juntos nessa batalha — agradeceu Gean.

    Mittmann e Gean em entrevista online
    Mittmann (E) e Gean em entrevista online
    (Foto: )

    A suspensão do transporte é uma das medidas adoradas pelo governo do Estado para tentar barrar o contágio pelo coronavírus. A secretaria municipal de Saúde reforça a necessidade do distanciamento social para conter o crescimento exponencial do contágio. Por isso, outras medidas estão sendo tomadas para impedir aglomerações, como o desligamento de iluminação de quadras de esporte pela cidade.

    — Muita gente parece não estar entendendo a gravidade e continua se reunindo para atividades recreativas. Não é hora de aprendermos com os nossos erros. Vamos aprender com os erros de países que já estão em crise há mais tempo — alerta o secretário Carlos Alberto Justo da Silva, o dr. Paraná.

    Leia também

    Brasil tem três mortes confirmadas por coronavírus

    Onde buscar atendimento ao apresentar sintomas

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Saúde

    Colunistas