nsc
hora_de_sc

Covid-19

Coronavírus: Florianópolis vai controlar a entrada de ônibus na ilha e proibir acesso às praias

Medidas foram anunciadas pelo prefeito Gean Loureiro em coletiva nesta quinta-feira (19) à tarde

19/03/2020 - 13h44 - Atualizada em: 19/03/2020 - 13h54

Compartilhe

Lucas
Por Lucas Paraizo
Canasvieiras
Praia da Canasvieiras ficou lotada nesta quinta-feira de manhã
(Foto: )

A prefeitura de Florianópolis tomou novas medidas de restrição contra o avanço do coronavírus nesta quinta-feira (19). Em transmissão pelas redes sociais, o prefeito Gean Loureiro anunciou que a entrada da Ilha de Santa Catarina, pela Ponte Pedro Ivo, será fechada para ônibus vindos de outras cidades.

> Em site especial, saiba tudo sobre coronavírus

O controle será feito pela Guarda Municipal de Florianópolis, que já está com viaturas posicionadas na entrada da ponte pelo lado continental. Todos os ônibus serão parados e orientados que não poderão entrar na ilha. Por enquanto a restrição não afetará carros de passeio ou outros tipos de transporte.

- Não conseguimos fechar Florianópolis porque o lado continental tem muitas entradas, muitos acessos. Na ponte é mais fácil, vamos fechar para os ônibus, para evitar que pessoas de outras cidades cheguem na rodoviária agora - esclareceu o prefeito.

Outra medida anunciada foi o fechamento das praias da Capital. A decisão foi tomada após uma manhã de praias lotadas em Florianópolis, mesmo com todas as medidas restritivas de quarentena por causa do coronavírus.

Durante a manhã a Guarda Municipal e a Polícia Militar já foram acionadas para retirar pessoas de praias como Canasvieiras, que registraram grande público contra as recomendações. Agora, os órgãos de segurança vão limitar o acesso à orla por sete dias para evitar as aglomerações e incentivar que as pessoas fiquem em casa.

O controle será feito pela GMF e pela PM, com o uso de megafones e orientações pessoalmente.

- Nossa ideia não é fazer o uso da força na praia, mas sim orientar, explicar para as pessoas que estão lá. O decreto vai falar em proibir o acesso à orla. Obviamente quem tem casa na praia vai poder estar ali, vai estar proibido o acesso à orla da praia - explicou Loureiro.

A operação vai começar em Canasvieiras e seguirá pelas outras praias de Florianópolis. O avanço será por demanda, conforme denúncias e informações de aglomeração nas orlas.

Portal para educação em casa

A prefeitura de Florianópolis anunciou também medidas para a educação na cidade. Um portal foi criado no site do município para agregar notícias, vídeos, matérias, livros, gibis e outros conteúdos voltados para a aprendizagem.

Os conteúdos serão selecionados com base na grade curricular pelo departamento de educação fundamental da prefeitura. O acesso será aberto e visa a possibilidade de estudo e atividades para as crianças que estão em casa durante o período de quarentena.

Inicialmente o portal servirá como uma recomendação para os pais que querem manter atividades educacionais com os filhos em casa, mas a prefeitura adiante que, caso a quarentena continue por muitos dias, esse tipo de conteúdo pode servir para computar as horas-aula perdidas pela rede de ensino.

Deixe seu comentário:

Últimas notícias

Loading interface... Todas de Saúde

Colunistas