nsc
    dc

    Saúde

    Coronavírus: Ministério da Saúde investiga nove casos suspeitos em SC 

    Casos sob investigação estão em quatro cidades catarinenses. Brasil já soma 182 casos suspeitos da doença Covid-19

    28/02/2020 - 15h31 - Atualizada em: 28/02/2020 - 20h21

    Compartilhe

    Jean
    Por Jean Laurindo
    Coronavírus
    Coronavírus
    (Foto: )

    Santa Catarina registrou um paciente a mais com caso suspeito de coronavírus. O Ministério da Saúde divulgou nesta sexta-feira (28) que investiga nove pacientes com sintomas semelhantes à doença e viagem para os países que têm o vírus em circulação. Na quinta-feira, o Estado havia registrado oito casos suspeitos da doença. Todos são casos suspeitos, em investigação - o único caso confirmado da doença no Brasil é o de um morador de São Paulo.

    O Brasil continua com apenas um caso confirmado da doença e agora tem 182 suspeitas. O número cresceu 38% em um dia, já que na quinta-feira, o país tinha 132 pacientes investigados.

    A Secretaria de Estado da Saúde voltou nesta sexta-feira a divulgar as cidades onde moram os pacientes com suspeitas do coronavírus. Conforme o Estado, os casos investigados estão nos municípios de Joinville (4), Balneário Camboriú (2), São Bento do Sul (2) e Florianópolis (1).

    Outros quatro casos, em Rio do Sul, Brusque e dois na capital, já foram descartados no início de fevereiro. Todos os pacientes estão sendo assistidos e nenhum deles está internado.

    Outros casos, em diversas localidades, estão sendo monitorados pela Secretaria de Estado da Saúde, mas até o momento não são qualificados como suspeitos por não se enquadrarem no protocolo seguido pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

    Entre os 182 casos já classificados como suspeitos pelo Ministério, pelo menos três deles são considerados contactantes - ou seja, tiveram contato com o paciente de São Paulo que é o primeiro caso confirmado de coronavírus no Brasil. Eles apresentaram sintomas e foram incluídos na lista de suspeitas. Não foram dados detalhes sobre qual a relação desses pacientes com o homem infectado com coronavírus.

    Leia mais: Sintomas, formas de tratamento e como prevenir o coronavírus

    Mudança no critério explica alta nos casos suspeitos

    O aumento significativo de casos suspeitos no Brasil nos últimos dias ocorre principalmente por causa da mudança nos critérios do Ministério da Saúde para identificar pacientes que precisam ser investigados.

    Antes, eram classificados como suspeitos pacientes que apresentavam ao menos dois sintomas, como febre, tosse ou dificuldades para respirar, e tivessem retornado de viagem à China em menos de 14 dias. Agora, com o avanço do novo coronavírus também em nações da Ásia e Europa, também passam a ser considerados casos suspeitos pacientes que retornaram de 16 países – Austrália, China, Coreia do Sul, Coreia do Norte, Camboja, Filipinas, Japão, Malásia, Vietnã, Singapura e Tailândia, na Ásia, Itália, Alemanha e França, na Europa, e Irã e Emirados Árabes, no Oriente Médio.

    Em todo o mundo, há 82.294 casos confirmados de coronavírus e 2.804 mortes por conta da doença.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Saúde

    Colunistas