nsc
dc

Pandemia

Coronavírus: Produtores do Oeste de SC transformam cachaça em álcool no combate à Covid-19

Empresa familiar de São Miguel do Oeste fez 233 litros de álcool 70° que serão utilizados pela Epagri

11/04/2020 - 10h12

Compartilhe

Augusto
Por Augusto Ittner
Álcool produzido a partir da cachaça.
Álcool produzido a partir da cachaça.
(Foto: )

Na entressafra da cana-de-açúcar e com a destilaria parada devido à pandemia do novo coronavírus, uma cachaçaria do Oeste de Santa Catarina virou a produção na última semana. Em vez de aguardente, os produtores decidiram fabricar álcool 70° para a desinfecção de ambientes no combate à Covid-19.

> Em site especial, saiba tudo sobre o novo coronavírus

Durante cinco dias, de 3 a 7 de abril, os irmãos Jean e Jeovane Von Dentz, de São Miguel do Oeste, fizeram com que 600 litros de cachaça (que tinha 39% de teor alcoólico) se transformassem em 233 litros de álcool. O objetivo deles foi dar uma função social à destilaria por conta da situação vivida no Estado — embora o Oeste tenha apenas 18 casos confirmados, 2,5% dos pacientes infectados em SC.

De acordo com a Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri), a fabricação do álcool seguiu todas as normas de higiene exigidas pelas autoridades de saúde. Os 233 litros, agora, serão utilizadas por setores dentro da Epagri em todas as regiões do Estado. Por ser uma produção pequena, o material será utilizado exclusivamente pela estatal.

Colunistas